Prefeitos da região de Maringá cobram melhorias urgentes na PR-317. Governo recebe comitiva no dia 17

Por: - 9 de setembro de 2019
Buraco em trecho da PR-317, entre Maringá e Santa Fé / Angelo Rigon

Os prefeitos da região de Maringá não têm poupado críticas às condições da PR-317, da PR-218 e outros trechos rodoviários que passam pelas cidades da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep). O assunto tomou conta da última reunião da entidade na quinta-feira (5/9).

Em tom de desabafo, o prefeito de Itaguajé, Crisógono Noleto e Silva Júnior, o Juninho, disse que as rodovias se encontram em “estado de calamidade pública”. “Estamos sem tempo para esperar. Vidas estão sendo ceifadas”, destacou.

Os prefeitos de Ângulo, presidente do Consórcio Público Intermunicipal de Gestão da Amusep (Pró-Amusep), Rogério Aparecido Bernardo; de Flórida, Márcia Cristina Dall Ago; de Iguaraçu, Manoel Abrantes Neto, o Nelinho; e de Lobato, Tânia Martins Costa, também foram contundentes ao solicitar uma ação mais efetiva do Governo do Estado para solucionar o impasse.

“Os motoristas usam o acostamento e, em alguns trechos, os carreadores das propriedades rurais, localizadas às margens das rodovias”, comentou Tânia Costa.

Para cobrar o Governo do Paraná, foi agendada uma reunião na terça-feira (17/9) com o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. Ele vai receber uma comitiva de prefeitos e deputados na sede do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), em Curitiba.

A solicitação da agenda com o secretário foi feita pelo presidente da Amusep, prefeito de Atalaia, Fábio Fumagalli Vilhena de Paiva. Ele ressalta que a cobrança em cima dos prefeitos é tanta que muitos preferem ficar em casa em vez de percorrer as ruas das cidades.

De acordo com o superintendente regional interino do DER, Victor Eduardo Antunes, em reunião com os prefeitos da região de Maringá, o impasse na recuperação da malha viária foi originado por causa do abandono das obras por uma das empresas vencedoras da licitação.

Ele explicou que assunto é tratado pela Diretoria do DER, que, em agosto, foi substituída pelo governador Ratinho Júnior, e pelo Departamento Jurídico do órgão.

Em abril de 2019, um protesto foi realizado na PR-317, entroncamento com a PR-218, para cobrar a recuperação emergencial do asfalto nas estradas da região.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.