Avenida Colombo, no limite de Maringá com Sarandi, fica parcialmente interditada até o final da semana

Por: - 18 de junho de 2019
Segundo a Viapar, o afundamento ocorreu por causa do rompimento de uma tubulação subterrânea / Reprodução Defesa Civil de Maringá

Os reparos na parte do pavimento da Avenida Colombo, trecho urbano da BR-376 em Maringá, que cedeu na altura do km 182, tendem a ser finalizados até o final da semana. Essa é a previsão do inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Luiz Alberto Spaciari. Até o momento, uma faixa da via foi liberada, mas ele não descartou a possibilidade do trecho voltar a ser interditado totalmente.

“As equipes de engenharia vão começar a trabalhar, mas não se sabe ainda o caminhar dessa obra. Se evoluir e tiver que mexer mais na tubulação, talvez tenha que romper mais o pavimento e a a obstrução será total”, afirmou Spaciari. Segundo ele, nesse primeiro momento as equipes trabalham nos ajustes da nova drenagem, depois vai ser feito o preenchimento de terra e a pavimentação.

O buraco se abriu próximo ao Atacadão, trecho que pertence a Maringá, no limite com Sarandi. Segundo a Viapar, o afundamento ocorreu por causa do rompimento de uma tubulação subterrânea. A empresa disse que trabalha para resolver o problema o mais rápido possível. O inspetor da PRF não soube informar de quem é a responsabilidade pela tubulação, se foi feita antes ou durante as obras do Contorno Norte.

A orientação da Polícia Rodoviária Federal é que os motoristas se programem para levar um tempo maior no trecho. Outra recomendação é que os motoristas tenham cuidado com os maquinários e operários que trabalham no local.

Para quem sai de Maringá com destino a Sarandi, Marialva e outras cidades, pode desviar pelo Contorno Norte, fazer o retorno a 2 km e passar pelo pontilhão para seguir destino a Marialva e Mandaguari.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.