Pacientes querem mais um médico na UBS Grevíleas III, mas secretário de Saúde de Maringá descarta contratação

Por: - 11 de junho de 2019
Atualmente, apenas um médico do Programa Saúde da Família atende na UBS/ PMM

Pacientes atendidos pela Unidade Básica de Saúde (UBS) Grevíleas III, no Parque Residencial Quebec, relataram ao Maringá Post que ao procurarem atendimento na unidade foram informados que não havia médico para atender. Segundo os pacientes, eles foram encaminhados para a UBS Quebec, que fica a menos de 300 metros do Grevíleas III.

A diretora da UBS Grevíleas III, Daniela Vieira dos Santos Cruz, disse que não falta médico. De acordo com ela, um profissional do Programa Saúde da Família (PSF) atende os pacientes da unidade. No entanto, Daniela explicou que a demanda por atendimento cresceu. “Está demorando um pouco mais a consulta, mas a gente pede para outras unidades próximas acolherem os pacientes quando a gente não tem vaga”.

Segundo informações disponíveis no site da prefeitura, a UBS Grevíleas III tem dois médicos clínicos. Uma das médicas, que atende na segunda-feira e terça-feira, está de licença prêmio. Atualmente, apenas o médico do PSF atende na unidade. Não há informações no site da prefeitura sobre o horário de trabalho do profissional, mas a diretora da UBS disse que ele atende todos os dias no período da manhã e da tarde.

A diretora da UBS não soube informar se a médica que está de licença vai retornar à unidade. Procurado pelo Maringá Post, o secretário de Saúde, Jair Biatto, descartou a possibilidade da contratação de um médico para a unidade.

Segundo ele, outras UBS têm mais necessidade porque estão em processo de ampliação. “É importante deixar claro que a comunidade não está sem médico, as consultas estão sendo realizados pelo profissional da unidade ou de unidades próximas”.

Para o secretário, apesar da médica estar de licença, não há necessidade de colocar outro profissional para substitui-lá. “Se tem outra unidade próxima e que está ociosa do ponto de vista de médicos, não tem motivo do município pagar hora extra”.

Em 2014, durante a gestão do então prefeito Roberto Pupin, a UBS Grevíleas foi reformada e ampliada. O investimento de R$ 1,1 milhão garantiu a reforma dos 160 metros quadrados existentes e a ampliação de 141 metros.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.