Semana do Meio Ambiente discute córregos, destinação do lixo e dá visibilidade a parques em Maringá

Por: - 2 de junho de 2019
Relatório da UniCesumar confirma que produtos químicos contaminaram lago do Parque do Japão e causaram a morte de quase 600 carpas / Divulgação PMM

A Semana do Meio Ambiente de Maringá vai ser aberta na tarde desta segunda-feira (3/6) no Parque do Japão. A cerimônia oficial foi agendada para as 14h30 e, logo depois, vai ter um passeio pelo local.

Os parques também ganham visibilidade na terça-feira (4/6). A partir das 9 horas, vai ser realizado um passeio pelos parques de Maringá. A ação vai ser acompanhada pela técnica da Secretaria de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema), Maria Emília Ereno. O evento foi batizado de ParK Tur e conta com uma segunda edição na quinta (6/6).

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

Na noite de terça, tem mais uma edição da Noite do Morcego no Parque do Ingá. As vagas foram todas preenchidas. Foram mais de 500 inscrições em menos de 72 horas. Lançado em 2015, as noites dos morcegos têm desmistificado histórias negativas sobre o mamífero voador. Em 2019, vai ser realizada mais uma edição no mês de outubro.

As “Águas de Maringá” entram no foco das discussões na quarta-feira (5/6), quando se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente. Vão ter ações durante todo o dia na Praça da Prefeitura. O evento é coordenado pela Sema, e conta com a participação da Força Verde, Secretaria de Saúde e outros.

Em paralelo, a partir das 8 horas, no Auditório Hélio Moreira. A primeira palestra do dia é sobre os “Conceitos básicos e características da ecologia fluvial”, com o professor Susicley Jaty, da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

A partir das 10 horas, na segunda palestra do dia, Evanilde Benetido e Matheus Scoarize da UEM apresentam um diagnóstico dos córregos urbanos da cidade. Eles vão falar sobre a “Situação dos Riachos de Maringá”.

À tarde, as discussões continuam com a apresentação, pela técnica de Meio Ambiente Daiany de Fátima Corbetta, com a palestra “Fiscalização e Desafios da Conservação dos Córregos Urbanos de Maringá”.

Ainda em relação à água, vão ser realizadas duas visitas, nas manhãs de quinta e sexta, à Estação de Captação de Água da Sanepar no Rio Pirapó. As visitas têm vagas limitadas.

Na tarde quinta-feira, tem palestras na UEM sobre Logística Reversa e Coleta Seletiva e um debate sobre os “Caminhos e Benefícios de uma Gestão Estratégica”. Vai ser no bloco B33, a partir das 14 horas.

As discussões sobre a gestão dos resíduos continuam na sexta-feira (7/6) no Auditório Hélio Moreira. Vão ser realizados cinco painéis sobre o assunto.

Os temas são “Ser sustentável: um manual prático”, “Cuide de si e, assim, cuidará do planeta”, “Moda sustentável: um novo hábito”, “Consumo consciente na alimentação” e “Workshop de produtos ecológicos”. À tarde, tem a oficina de compostagem Lixo Zero.

Também na sexta, em paralelo às discussões sobre o lixo, vai ser realizado na Câmara Municipal, o 1º Encontro de Políticas Públicas para Bem-Estar Animal e Direto dos Animais, com palestras pela manhã e à tarde.

No Parque do Ingá, na tarde de sexta-feira (7/6) também vai ser realizada a Oficina Ambiental “Conhecendo as tartarugas – o réptil mais antigo do Planeta Terra”.

Acesse aqui e confira a programação completa da Semana do Meio Ambiente.

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.