Morte do guardião da nascente do Rio Pirapó, Hiroshi Fukumoto, 88 anos, é um dos destaques na Jovem Pan

Por: - 20 de maio de 2019
A casa sobre a nascente do Rio Pirapó, em Apucarana / Câmara Municipal de Maringá

Morreu no fim de semana o guardião da nascente do Rio Pirapó, Hiroshi Fukumoto, aos 88 anos. Ele morava em Apucarana, justamente no terreno onde nasce o rio que abastece a maioria dos 400 mil habitantes de Maringá.

Há 70 anos, a família de Fukumoto adquiriu a área, escolhida por ter uma mina com água cristalina e fresca. Só com o passar do tempo é que o senhor Fukumoto descobriu que se tratava de uma mina especial e se tornou o guardião da nascente do Rio Pirapó.

Os cuidados com o meio ambiente e a importância do trabalho para os maringaenses levaram Hiroshi Fukumoto a ser homenageado pela Câmara de Maringá em 2018. Ele recebeu dos vereadores, por ocasião de proposta do presidente da Câmara, Mário Hossokawa (PP), o Diploma de Mérito Comunitário e o Brasão do Município.

O trabalho e o adeus do guardião da nascente do Rio Pirapó foi um dos destaques do noticiário da Jovem Pan nesta segunda-feira (20/5).

A Jovem Pan também discutiu o fato do Poder Judiciário ter destravado a licitação de publicidade da Prefeitura de Maringá, que desde o início da gestão de Ulisses Maia (PDT), em 2017, não consegue fazer um contrato para as campanhas publicitárias.

Outros temas do programa foi a entrega do primeiro projeto Meu Campinho em Maringá, a inspeção das motocicletas usadas em serviços de mototáxi e motofrete e a grande mobilização da Parada LTBT, realizada no domingo (19/5).

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.

Tenha acesso liberado ao melhor jornalismo da cidade. Assine o Maringá Post e fique bem informado. Saiba mais aqui.