Aos 87 anos, o guardião da nascente do Rio Pirapó vai ser homenageado em Maringá. Luiz Hiroshi Fukumoto mora há 70 anos na propriedade onde nasce o manancial

Por: - 4 de junho de 2018
A casa sobre a nascente do Rio Pirapó, em Apucarana / Câmara Municipal de Maringá

Quando a família Fukumoto comprou uma propriedade em Apucarana, a 55 quilômetros de Maringá, há 70 anos, o desejo era ter uma nascente de água no terreno para facilitar o cultivo de hortaliças.

A mina com água cristalina e fresca atendeu aos anseios dos pioneiros, que só depois de muito tempo souberam que aquela é a principal nascente do Rio Pirapó.

Desde que soube da notícia, Luiz Hiroshi Fukumoto, 87 anos, passou a ter ainda mais carinho pelo local. Tanto que aos poucos, se acostumou com o apelido de guardião da nascente do Rio Pirapó.

Agora, Fukumoto vai ser homenageado pela primeira vez em Maringá, cidade em que 85% da população é abastecida pela captação das águas do Rio Pirapó.

Nesta terça-feira (5/6), Dia Mundial de Defesa do Meio Ambiente, o guardião da nascente vai receber o Diploma de Mérito Comunitário e o Brasão do Município.

A homenagem foi proposta pelo presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa (PP). A entrega da honraria vai ser feita durante a sessão ordinária desta terça-feira, quando será apresentado um vídeo sobre a história de Fukumoto.

O cuidado com a nascente do Rio Pirapó foi tema de publicação feita em janeiro no jornal Folha de São Paulo. A reportagem é assinada pelo jornalista Airton Donizete.

Nascente do Rio Pirapó fica embaixo de uma casa

A mina d´água que dá origem ao Rio Pirapó nasce embaixo de uma pequena construção de madeira. Foi nesta casa que Fukumoto cresceu. Atualmente, o guardião da nascente do Rio Pirapó mora no mesmo terreno, mas a velha casa feita sobre as águas passou a ser usada como um depósito.

O pequeno volume de água que nasce na propriedade de Fukumoto é canalizado e se soma às galerias pluviais, formando o leito do Rio Pirapó, que tem 168 quilômetros de extensão e passa por 28 municípios. A foz do Rio Pirapó fica em Jardim Olinda, onde as águas se encontram com o Rio Paranapanema.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.