Estudante de Química da UEM é morto em atentado em Maringá. Mais dois jovens ficaram feridos

Por: - 17 de março de 2019
Orivaldo José da Silva Filho, o Mima / Arquivo pessoal

O estudante do Mestrado em Química da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Orivaldo José da Silva Filho, o Mima, 22 anos, morreu na madrugada deste domingo após ser atacado dentro do pensionato onde morava. O atentado em Maringá foi praticado por um homem de 26 anos, que também esfaqueou mais duas pessoas.

O jovem estudante morreu na Rua Mandaguari esquina com a Rua Bragança, na zona 7, após tentar fugir do ataque.

Ele teria sido surpreendido por volta das 2 horas da madrugada deste domingo (17/3) quando conversava na cozinha com colegas do pensionato.  

Há informações de que ele foi obrigado a ajoelhar dentro do pensionato junto com outros dois jovens, de 19 e 22 anos, que também foram ameaçados e esfaqueados.

Os dois jovens correram, conseguiram escapar com vida e foram levados ao Hospital Santa Rita. Vizinhos acionaram a Polícia Militar (PM) enquanto Osvaldo dos Santos Pereira Junior, 26 anos, ainda tentava atacar outros moradores do pensionato.

A PM informou na manhã deste domingo (17/3) que ao chegar no local, a equipe recebeu a informação de que Osvaldo dos Santos Pereira Junior estava trancado em um dos quartos do pensionato. Os policiais arrombaram a porta e imobilizaram o autor.

A faca usada no crime foi apreendida e o autor do atentado em Maringá acabou preso em flagrante. Na delegacia, foi possível verificar que o homem estava totalmente alucinado. O motivo do ataque aos moradores do pensionato ainda é desconhecido.

O celular de Osvaldo dos Santos Pereira Junior foi apreendido. Dentro do WhatsApp, foram localizadas mensagens desconexas encaminhadas para um número salvo como Máquina Humana.

Luiz Roberto dos Santos 19 anos, que também foi esfaqueado, foi encaminhado para o Hospital Bom Samaritano. No final desta tarde de domingo (17/3), o quadro de saúde era considerado estável. Ele permanece internado no CTI, consciente, orientado, com uso oxigênio e com dreno no tórax. O jovem relata muita dor na região das facadas.

Henrique Mantovan, de 22 anos, foi encaminhado para o Hospital Universitário. Ele teve ferimentos superficiais e se recupera bem, segundo a assessoria do hospital, onde o jovem recebe o atendimento médico e psicológico dos profissionais.

  • Reportagem atualizada às 17h40 deste domingo (17/3) com informações das outras duas vítimas e mais detalhes do caso.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.