Semáforos para deficientes visuais vão ser testados na Praça da Catedral. Volume do sinal sonoro vai variar

Por: - 5 de fevereiro de 2019
Equipamentos da mesma empresa foram instalados para testes no Rio de Janeiro em 2017/ Prefeitura do Rio de Janeiro

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) vai instalar, em fase de testes, quatro botoeiras inteligentes no semáforo para pedestre localizado entre a Praça da Catedral e a Praça da Prefeitura. Ao ser acionado, o semáforo registra o pedido da travessia e para o trânsito temporariamente, o que permite a travessia.

Os equipamentos vão ter sinal sonoro para auxiliar na travessia de pessoas com deficiência visual. A boteira funciona somente se houver a demanda de pedestres. Se o botão não for acionada, o semáforo não vai abrir para pedestres. Para utilizar o equipamento, basta apertar o botão que fica em baixo do semáforo.

No caso de deficientes visuais, para acionar o sinal sonoro os pedestres devem pressionar o botão por mais tempo, até que a botoeira vibre informando que a solicitação foi ativada. No momento da travessia, o semáforo começa a disparar um aviso sonoro e, quando o sinal estiver para fechar, o volume fica mais alto.

Como se tratam de testes, a instalação dos equipamentos não vai custar nada para a prefeitura. A ideia da Semob é avaliar a eficiência das boteiras para depois decidir se abre um processo licitatório para compra dos equipamentos. Segundo o secretário de Mobilidade Urbana, Gilberto Purpur, a secretaria já tentou instalar outros semáforos semelhantes na cidade, mas não encontrou nenhuma tecnologia eficaz.

De acordo com ele, o principal problema é o barulho do sinal sonoro, que incomodava os comerciantes durante o dia e os moradores no período noturno. Porém, Gilberto Purpur explicou que, dessa vez, a boteira instalada terá um microfone interno para controlar o volume do aviso sonoro.

“Quando tem muito veículo, a boteira tem que aumentar o volume para o pedestre escutar. Durante a noite, tem que baixar esse volume para não incomodar a vizinhança”, disse o secretário de Mobilidade Urbana.

Purpur afirmou que o tempo de espera para os pedestres nos semáforos com esse tipo de botoeira é maior. “Para o pedestre, o melhor semáforo é aquele que não precisa de botoeira. Na realidade, a botoeira é boa para veículos e para o pedestre não, porque tem que esperar o ciclo do trânsito”.

A DataProm será responsável pela a instalação das botoeiras inteligentes na cidade. Equipamentos da empresa também foram instalados para fase de testes no Rio de Janeiro, em 2017. Entre os modelos de semáforo inteligente, está a ferramenta que aumenta o tempo de verde para a travessia de pessoas idosas. Segundo Purpur, essa tecnologia não será testada em Maringá.

Dois semáforos inteligentes, que prometem otimizar o tempo de espera e melhorar o fluxo do trânsito, foram instalados na cidade no final do ano passado. Os equipamentos batizados de “Agent” conseguem, por meio de um software de inteligência artificial e câmeras, analisar o trânsito em tempo real e ajustar os tempos de verde, vermelho e amarelo.

Os equipamentos, criados pelo maringaense Aleksandro Montanha, foram instalados, em fase de testes, no cruzamento da Avenida João Paulino Vieira Silva com a Rua Saldanha Marinho e no Aeroporto Regional de Maringá. A Semob informou que os equipamentos continuam em fase de testes e que aguarda os resultados que vão ser apresentados pela empresa.



Denúncia de suposto assédio em ônibus de Maringá na rede social tem reação enérgica do prefeito. Caso não teve B.O.

A denúncia de suposto assédio em ônibus do transporte coletivo em Maringá feita por meio do Twitter na terça-feira (12/2) chegou até o prefeito...

Socióloga de Maringá é escolhida como embaixadora do Paraná em projeto nacional de Protagonismo Feminino

Trabalho visa a construir um futuro para o Brasil a partir da igualdade de gênero e da liberdade do feminino.

Após decisão do STF, seis cartórios judiciais de Maringá vão ser estatizados. Saiba quais são

Cabe ao Tribunal de Justiça do Paraná realizar concurso público para estatizar cartórios judiciais privados.

Inscrições do concurso público do Aeroporto de Maringá abrem na quarta. Até terça dá para pedir isenção na taxa

Pedidos de isenção da taxa de inscrição precisam ser feitos entre esta segunda-feira (18/2) e a terça-feira (19/2).

Denúncia de suposto assédio em ônibus de Maringá na rede social tem reação enérgica do prefeito. Caso não teve B.O.

A denúncia de suposto assédio em ônibus do transporte coletivo em Maringá feita por meio do Twitter na terça-feira (12/2) chegou até o prefeito...

Criado em Maringá, aiqfome é o app de delivery mais bem avaliado do Brasil, à frente do iFood

Na Apple Store, a nota dos usuários do aiqfome é 4.9 e na Google Play, 4.8.

Socióloga de Maringá é escolhida como embaixadora do Paraná em projeto nacional de Protagonismo Feminino

Trabalho visa a construir um futuro para o Brasil a partir da igualdade de gênero e da liberdade do feminino.

Após decisão do STF, seis cartórios judiciais de Maringá vão ser estatizados. Saiba quais são

Cabe ao Tribunal de Justiça do Paraná realizar concurso público para estatizar cartórios judiciais privados.

Inscrições do concurso público do Aeroporto de Maringá abrem na quarta. Até terça dá para pedir isenção na taxa

Pedidos de isenção da taxa de inscrição precisam ser feitos entre esta segunda-feira (18/2) e a terça-feira (19/2).

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS