Queixas de mau cheiro em Maringá aumentam. Além dos 9 bairros com catinga registrados na prefeitura, extraoficialmente surgem broncas em outros 17

Por: - 20 de dezembro de 2018

– No Jardim Diamante, afff… Cedinho e tardezinha o cheiro é insuportável, chega a dar mal estar.

– No Jardim Tóquio está horrível.

– A região do Jardim Paris 6, Jardim Guairaca e Três Lagoas têm um cheiro forte de frango, todos os dias.

Os comentários de Elaine Mara Viana, Patricia Bacarin Pereira e Gustavo Santos são apenas três dos 67 postados na página do Maringá Post no Facebook, até as 11h20 desta quinta-feira (20/12), muitos deles seguidos por confirmações de outros internautas. Essas vieram  de moradores de 17 bairros, além dos oficialmente registrados no 156 da prefeitura, que somam 18, em 9 bairros.

A adjetivo “insuportável” se repete inúmeras vezes para descrever o mau cheiro que toma conta dos bairros da zona norte de Maringá. As suspeitas apontadas por boa parte das pessoas com envolvimento na postagem recaem sobre uma empresa de processamento de frango e outra de produção de adubo orgânico, que faz compostagem.

Mas também são sugeridas outras causas, como fez o corretor de imóveis Gilson Junior Schiavon. Contou que “estávamos na Central de Vendas do Jardim Munique, na final da Mandacaru, quando dois caminhões saíram da estradinha de terra em direção do Contorno Norte, muito encarniçados, não dava para aguentar o fedor deixado para trás e que demorou para ser dissipado”.

A secretaria de Meio Ambiente e Bem Estar Animal (Sema) e Instituto Ambiental do Paraná (IAP) se reúnem nesta quinta-feira para traçar estratégias de ação e identificar os motivos do odor que incomoda os moradores das regiões próxima ao Contorno Norte. As empresas suspeitas estão em áreas autorizadas e têm licenças ambientais do IAP.

Uma das dificuldades na fiscalização é que o órgão estadual conta com apenas dois fiscais para atender 28 municípios da região. A estrutura da Sema é bem maior e tem 12 fiscais para atuarem em Maringá. No entanto, a competência legal de licenciamento ambiental e fiscalização de grandes empresas é do IAP.

“Estamos trabalhando para o município ter competência legal de licenciamento ambiental pleno, mas por enquanto podemos licenciar e fiscalizar apenas pequenas e médias empresas”, disse nesta quinta-feira o secretário da Sema, Ederlei Alkamin. Segundo ele, a Sema está investigando e ajudando o IAP.

Alkamin também sugere que os moradores registrem suas queixas na Ouvidoria da prefeitura, pelo telefone 156. “É importante a formalização dad reclamações porque as informações, com os nomes dos bairros e os horários, porque nos ajudam a fazer o mapeamento e direcionar a fiscalização”, acrescentou.

Bairros com queixas formais na prefeitura

  1. Jardim Sumaré
  2. Diamante
  3. Monte Rei
  4. Copacabana
  5. Herman Moraes de Barros
  6. Vitória
  7. Parque das Palmeiras
  8. Imperial 2
  9. Jardim Licce.

Bairros com reclamações no Maringá Post

  1. Jardim Batel
  2. Alvorada 3
  3. Três Lagoas
  4. Jardim Dias 1 e 2
  5. Jardim Paris
  6. Ouro Cola
  7. Jardim Munique
  8. Jardim Paulista
  9. Jardim Tóquio
  10. Jardim Guairaca
  11. Jardim Real
  12. Sol Nascente
  13. Vila Marumby
  14. Jardim Quebec
  15. Vila Bosque
  16. Conjunto Thaís
  17. Jardim Ícaro

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.