Maringá vai ter dois colégios militares a partir de 2019. Instituição particular, ligada à Associação da Vila Militar, vai ser apresentada na quarta-feira

Por: - 21 de outubro de 2018
Estudantes do Colégio Vila Militar de Curitiba no desfile do 7 de setembro / Divulgação

Maringá vai ter dois colégios militares a partir de 2019, um público e um particular. Depois do anúncio do Governo do Paraná, que o Colégio Estadual João XXIII vai passar a funcionar como Colégio da Polícia Militar, a Associação Vila Militar (AVM) junto com a Faculdade de Engenharias e Arquitetura (Feitep) anunciam a implantação do Colégio da Vila Militar.

A nova instituição, de caráter privado, vai atuar nos moldes do Colégio Vila Militar, que foi criado em 2018, em Curitiba. Com estrutura organizacional militar e profissionais civis de pedagogia, o colégio que vai ser criado em Maringá vai oferecer o Ensino Fundamental, do 6º ao 9º ano e o Ensino Médio.

As bases de ensino, informa a AVM, serão a disciplina e a hierarquia. Em Curitiba, depois de apenas um ano de funcionamento, o Colégio Vila Militar comemorou bons resultados no exame Aprova Mais Teste.

O lançamento oficial do Colégio Vila Militar de Maringá vai ter a presença do presidente da AVM, Coronel Washington Alves da Rosa, e dos diretores da Faculdade de Engenharias e Arquitetura, a Feitep, onde vai ser sediada a nova instituição. O evento vai ser na quarta-feira (24/10), na sede da Feitep, a partir das 14h30. Detalhes sobre matrículas ainda não foram divulgados.

A AVM trabalha para firmar parcerias e realizar a abertura de colégios militares em outras cidades do Paraná.

Colégio João XXIII vira Colégio da Polícia Militar

No Colégio Estadual João XXIII, onde o Governo do Paraná decidiu criar o Colégio da Polícia Militar de Maringá, os 1.100 têm a possibilidade de continuar normalmente no colégio.

Nos colégios da PM a seleção para novos alunos é feita através de uma prova, mas neste primeiro momento em Maringá, de acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seed), os novos alunos serão aceitos conforme a capacidade disponível, como acontece em toda a rede estadual, sem o teste seletivo.

Mais detalhes sobre a transformação da instituição estadual em Colégio da Polícia Militar podem ser acessadas nesta reportagem do Maringá Post.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.