A nove dias para o início da Copa do Mundo, comércio de Maringá quase não tem novidades para o torcedor se paramentar: greve dos caminhoneiros atrasou entregas

Por: - 5 de junho de 2018
comércio de Maringá

Andando pelo centro de Maringá ainda é quase imperceptível que estamos a apenas nove dias do início da Copa do Mundo. As vitrines e os interiores das lojas estão com poucos adereços verde e amarelo e, apesar das expectativas positivas dos comerciantes, não há um volume expressivo de clientes à busca de cornetas, camisetas e bandeiras.

Mais uma vez, a paralisação dos caminhoneiros volta a ser protagonista: os bloqueios nas estradas, segundo os comerciantes, impediram que muitos produtos recém lançados para o evento mundial chegassem às lojas no prazo inicialmente agendado. A nova previsão é que cheguem nesta semana.

Mario Brás, gerente administrativo da loja de utilidades domésticas Shopping China disse, a tarde desta terça-feira, que até o momento não sentiu nenhuma mudança nas vendas, “até porque a greve dos caminhoneiros acabou atrasando um pouco a vinda de produtos direcionados à Copa do Mundo”.

Para não deixar o evento passar despercebido, a loja colocou à venda produtos que não foram comercializados na Copa do Mundo passada, realizada no Brasil. “Estamos para receber somente hoje (terça-feira) os produtos da Copa do Mundo da Rússia. Os produtos que estão hoje nas prateleiras são resíduos da Copa passada”.

Os comerciantes ouvidos foram unânimes em dizer que as vendas de apetrechos que remetem à Copa aquecem a partir do primeiro jogo da Seleção Brasileira. “O hábito do torcedor brasileiro é criar uma expectativa a partir do primeiro jogo. Se o Brasil ganhar, daí sim tem o aquecimento no comércio”, completa Brás.

Foi o que disse também o dono da loja Mix Presentes, Marcelo Leite França, no centro de Maringá. “As pessoas buscam pelos produtos no dia do jogo e depois do primeiro jogo, que é quando o pessoal anima mais”.

Mesmo sem as novidades produzidas para o evento que se aproxima, o produto que aparentemente se encontra com maior facilidade é a corneta, nas cores nacionais, que emite um som chamativo. Outro item que exposto nas lojas é a camisa da Seleção Brasileira, em diferentes versões.

Os preços das cornetas variam, dependendo do tipo, tamanho e marca. A mais em conta sai por R$ 3,99 e pode chegar a R$ 29,90. Já uma camiseta verde e amarela simples, de algodão, custa de R$ 25 a R$ 35. Nas lojas especializadas em materiais esportivos, as condições são outras. Na Genko e na Centauro, por exemplo, a camisa oficial vai de R$ 150 a R$ 298.

Vendas de TV não foram afetadas pela greve

As lojas de eletrodomésticos, por outro lado, já comemoram o incremento das vendas de aparelhos de televisão às vésperas do início da Copa. Devido ao estoque previamente providenciado, não há sinais de que a paralisação dos caminhoneiros tenha provocado falta de produtos.

A principal estratégia para atrair mais clientes que a concorrência tem sido os descontos,  desde os modelos mais simples aos mais modernos. Em uma das lojas do Magazine Luiza, o vendedor Marcelo Strelescki afirmou que as vendas de TV’s “tiveram alta. “Já aumentou 90% e a expectativa é aumentar cada dia mais”, disse.

Segundo Strelescki, “quanto mais próximo dos jogos da Copa, maior o número de vendas. Conforme o Brasil vai avançando na competição, as vendas são ainda maiores”. Foi o que também disse o vendedor das Casas Bahia, Márcio Silva: “A gente já teve bastante procura por televisões em promoção. A expectativa é que aumente com a proximidade dos jogos do Brasil”.

Apesar da sensação de que o movimento ainda não aumentou, a expectativa do comércio é positiva. “A gente espera que a Copa movimente o mercado e promova nossa economia. Sabemos que o brasileiro deixa tudo para a última hora”, observou a vendedora Regina Marega, do Mercado Móveis.

Para não esquecer, veja os dias de jogo da Seleção

Domingo, dia 17/6
Brasil x Suíça
15h

Sexta-feira, dia 22/6
Brasil x Costa Rica
9h

Quarta-feira, dia 27/6
Brasil x Sérvia
15h

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, publicou em sua página oficial do Twitter que os jogos da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo serão transmitidos em telões na Vila Olímpica.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.