Prefeitura de Maringá arrecadou até agora 51,7% do valor orçado com o IPTU para 2018. Pagamento com 8% de desconto vai até o dia 22 de fevereiro

Por: - 8 de fevereiro de 2018
Carnês foram impressos pela Prefeitura de Maringá nos últimos dias de 2017 / Vivian Silva/Prefeitura de Maringá

A Prefeitura de Maringá arrecadou 51,7% do valor orçado com o Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana (IPTU) para 2018.

Informações obtidas no Portal da Transparência na manhã desta quinta-feira (8/2) indicam que a administração municipal recebeu R$ 84,9 milhões. O valor total previsto de arrecadação com o imposto é de R$ 164,2 milhões.

Segundo a Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz) cerca de 70% dos contribuintes efetuaram o pagamento integral à vista. Para quem fez o pagamento até o dia 25 de janeiro, foi concedido um desconto de 12%.

Em fevereiro, ainda é possível quitar o imposto com desconto. Para quem fizer a quitação integral até a quinta-feira (22/2), há uma redução de 8% no valor do IPTU.

Os descontos foram reduzidos em relação a anos anteriores, quando havia desconto de 15% no mês de janeiro e 10% nos pagamentos realizados em fevereiro.

Para quem optou pelo pagamento parcelado, a Sefaz alerta aos contribuintes que o vencimento das parcelas varia entre os dias 11 e 20 de cada mês.

Os cidadãos cadastrados no aplicativo “Acesso Cidadão” recebem as guias de cada parcela por e-mail. A Sefaz lembra que as guias das parcelas não são enviadas às residências.

Boletos do IPTU podem ser impressos em casa

A impressão dos boletos das parcelas do IPTU podem ser feitos pelos próprios contribuintes. Para isto, basta acessar a sessão de tributos do site da Prefeitura de Maringá.

Quem não tem acesso à internet deve ir até a Praça de Atendimento no Paço Municipal para retirar os carnês. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 9 às 16h30. No local, existe a possibilidade de fazer a impressão nas máquinas de autoatendimento.

A Prefeitura de Maringá também oferece a opção de cadastro no aplicativo “Acesso Cidadão”. A ferramenta aproxima o cidadão da gestão pública e oferece informações sobre os imóveis, terrenos, muros e calçadas, com relação a irregularidades, prazos, alertas e negociações em caso de multas.

Para usar o sistema, é necessário que o contribuinte crie uma senha no sistema online. Na sequência, ele receberá um e-mail para validar a senha. Assim que o cadastro for liberado, o contribuinte poderá acessar o portal Cidadão e fazer as buscas que desejar. O sistema envia notificações e comunicados aos usuários.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.