Aeroporto de Maringá reabre após incidente com monomotor. Piloto fazia procedimento de ‘toque e arremete’

30 de novembro de 2017

O Aeroporto Regional de Maringá Silvio Name Junior reabriu para pousos e decolagens pouco antes das 19 horas desta quinta-feira (30/11), cerca de duas horas após um monomotor sofrer um acidente na pista do terminal.

O avião particular de pequeno porte passava por testes. O piloto fazia um procedimento chamado de ‘toque e arremete’ (muito usado em aulas de aviação), quando o trem de pouso retraiu e a aeronave bateu com a carenagem na pista.

Ninguém ficou ferido no incidente, mas os pousos e decolagens tiveram de ser interrompidos no aeroporto porque o avião particular precisou ser rebocado da pista.

Um voo da Gol que pousaria no terminal por volta das 18 horas precisou ser transferido para o Aeroporto de Londrina, onde os passageiros desembarcaram e foram trazidos de ônibus para Maringá.

Este mesmo avião da Gol veio de Londrina para Maringá, por volta das 19h30, quando os passageiros que aguardavam para seguir viagem a São Paulo puderam embarcar normalmente – o atraso foi de aproximadamente 1h40.

Um voo da Azul, de Campinas para Maringá, também sofreu atrasos por conta do incidente com o monomotor. Nenhum voo precisou ser cancelado.

A previsão é que os outros voos com destino a Maringá, na noite desta quinta-feira, não sofram atrasos por causa do problema provocado pela aeronave no final da tarde.

Avião da Maiara e Maraisa sofreu acidente em outubro

No dia 15 de outubro o jatinho da dupla Maiara e Maraisa saiu da pista do Aeroporto Regional de Maringá Silvio Name Junior.  O acidente aconteceu durante o procedimento de decolagem, quando o pneu da aeronave furou.

O avião não chegou a apresentar nenhum princípio de incêndio e ninguém ficou ferido, mas o avião parou fora da pista e assustou as cantoras e o restante da tripulação.

A equipe do Corpo de Bombeiros que atua na base do aeroporto prestou todos os atendimentos necessários.