SEO não é para preguiçoso

SEO é algo relativamente complexo para quem não está acostumado com marketing digital! Bom, pelo menos era nisso que eu acreditava. Tudo mudou no dia que entendi que SEO não é complexo. Só é trabalhoso. SEO não é para preguiçoso.

SEO é a sigla em inglês de Search Engine Optimization, que em português significa Engenharia para Mecanismos de Busca. Esta ferramenta é utilizada para melhorar o rankeamento de artigos, blogs e páginas da web em geral, tudo de maneira orgânica, ou seja, gratuita. Quando a plataforma está bem classificada nas operações de busca, significa que esta está bem conceituada e com um grande número de tráfego ou vendas.

Como funciona?

Muito utilizada no Marketing Digital e assessorias de comunicação, o SEO é um recurso que se mostrou bastante eficaz no que diz respeito à captação de visitantes nos endereços digitais de uma empresa, que posteriormente, com esta demanda de visitas acabou se tornando frequente, conquista o gosto da “persona”(ou público-alvo), que por fim se torna um cliente (ou lead).

Este elevado número de internautas, consumindo o conteúdo oferecido e realizando compras nas páginas de e-commerce, faz com que o sistema de classificação do Google compreenda que a empresa em questão, é referência ou muito eficiente na área em que atua e portanto, merece aparecer entre os primeiros itens em seu motor de buscas.

Vamos utilizar o seguinte exemplo: você precisa de determinado serviço ou produto, e quer encontrar opções de como o adquirir. Em pleno 2019, com a tecnologia presente em todas as áreas, qual recurso usamos para fazer este tipo de busca? Obviamente, a Internet. Então, como saber se um site listado na busca é bom ou ruim? É a partir deste momento que entra em ação o SEO, usando mecanismos de palavras que mais se encaixa com seu material, este te ajudará a atrair mais consumidores para a sua página.

Entretanto, não é tão simples quanto parece. A ferramenta apenas será eficiente caso o gerenciador do site criar conteúdo que realmente seja relevante para o seu campo de trabalho e o mesmo saber pesquisar e identificar as “palavras-chave” (ou tags), que melhor se adequam ao seu produto.

Caso o empreendedor não souber alimentar seu site e de fato trazer soluções para as dúvidas ou problemas do seu público-alvo, o SEO não será totalmente aproveitado como se pode.

Dito isso, confira a seguir os 3 tipos de pesquisa existentes e como o SEO pode te auxiliar:

Pesquisa de navegação

Também conhecido como pesquisa de atalho, é realizado quando alguém já sabe para qual endereço de web quer ir, porém, não sabe a URL (Uniform Resource Locator ou Localizador Uniforme de Recursos em português) do site em questão. Com isso, o usuário uma ou mais palavras referentes à empresa ou produto.

Pesquisa de informação

Neste caso, uma pessoa sabe sobre qual tema vai pesquisar, porém não possui ideia de qual site tem o melhor conteúdo ou resposta para o que procura. É neste tipo de situação que o bom posicionamento no seu site deve estar entre os primeiros na página de busca.

Pesquisa de transação

É justamente para quem quer comprar um produto, localizar uma loja ou realizar uma transação online. Este é um tipo de pesquisa muito importante para e-commerces.

Pronto! Agora você já sabe um pouquinho mais que antes. Tem muito conteúdo de SEO legal no Google, recomendo esse aqui da Rock Content.

Ah, este post faz parte da série “Canais de Tração”, no qual estou explicando canal por canal que pode ajudar o seu negócio a prosperar. Olha aqui o primeiro artigo da série. Clique e fique por dentro:

Como utilizar canais os 22 canais de tração existentes para alavancar o seu negócio.

Grande abraço e Suce$$o!

Wil Teixeira

Últimas vagas de Empregos