Dicas para cuidar do cachorro no Ano Novo

Dicas para cuidar do cachorro no Ano Novo

O Ano Novo já chegou e é importante que seu amigão esteja com a saúde em ordem. Algumas doenças não podemos evitar, outras, dependem apenas de cuidados simples e básicos. Queremos que seu amigão comece o ano com a pata direita. Confira as dicas que selecionamos!

Verifique se as vacinas dele estão em dia. Você não quer que ele comece o ano correndo o risco de pegar alguma virose, certo? Lembre-se, seu cão precisa tomar anualmente uma dose das seguintes vacinas: anti-rábica, múltipla (V8, V10 ou similar) e contra a tosse dos canis. Os gatos precisam de doses anuais das vacinas: antirrábica e quíntupla (ou quadrupla, a critério veterinário).

É importante manter o animal livre dos vermes intestinais. Confira a data da última vermifugação. Lembre-se, não é apenas pela saúde do cão, mas a de toda a sua família que convive diretamente com o animal de estimação. Leia mais sobre vermes.

Seu cachorro está com o hálito desagradável? Experimente dar uma olhada nos dentes dele. Você vai se surpreender com a quantidade de tártaro que os cães podem acumular, e é essa a maior causa do terrível “bafo de onça”. Uma boa limpeza de tártaro, efetuada pelo veterinário, sob sedação, deixará seu cão ou gato com um sorriso – e hálito – invejáveis.

Note que os pet shops não estão autorizados a fazer a remoção de tártaro, apenas podem escovar os dentes do cão ou gato durante o banho para prevenir que ele se instale. Aliás, tente você mesmo, a partir de agora, escovar os dentes do seu amigão diariamente, se possível. Existem escovas e pastas de dente específicas para cães e gatos. As pastas de dente comuns não devem ser usadas.

Está pensando em viajar nas férias? Caso seu cão ou gato não vá acompanhá-lo, comece já a procurar e reservar um bom hotelzinho para hospedá-lo. Não deixe para a última hora, ou dificilmente você encontrará uma vaga. O bom hotel exige a carteira de vacinação do animal. Filhotes que ainda não tenham tomado todas as vacinas não devem frequentar hotéis para animais.

Seu cão morre de medo do barulho de fogos de artifício? Ele fica desesperado, treme muito e procura se esconder onde puder? Existem cães que ficam muito estressados com qualquer ruído que fuja à sua rotina. Há terapias que podem ajudar muito esses animais, mas isso leva algum tempo. Converse com o veterinário e, caso ele ache necessário, poderá prescrever um tranquilizante leve para que seu animal possa enfrentar os dias de comemoração. Coloque algodão nos ouvidos do seu cão para diminuir o ruído dos fogos e deixe-o preso em um local seguro, de onde ele não possa fugir ou se machucar.

Se você decidiu passar o Ano Novo na praia e seu cão irá com você, não esqueça de conversar com seu veterinário. Ele deverá prescrever uma medicação preventiva contra a Dirofilariose ou “verme do coração“, parasita comum em todo o litoral do país e que afeta os cães.

Cuidado com as pulgas e carrapatos!!! É nessa época que seu animal pode sofrer grandes infestações que podem comprometer a saúde dele – e o seu sossego… Comece já a usar produtos anti-pulgas, a critério do seu veterinário, para evitar essas pragas.

Nas festas de final de ano, muito cuidado com o que você vai dar para o seu cão. Ele farejará a ceia e irá implorar por um pedaço de peru, tender e tudo que você tiver à mesa. Resista à tentação. Deixe um petisco canino à mão e tente enganá-lo, simulando estar pegando a guloseima canina da mesa. Os mais espertinhos não irão se convencer, mas se todos da família oferecerem “só um pedacinho”, você passará o Ano Novo tratando seu cão de uma intoxicação alimentar.

Feliz Ano Novo e Boas férias!

Leia também:
Cuidados com cães e gatos nas festas de final de ano