Aves canoras – as mais apreciadas

Aves Canoras – as mais apreciadas

Atualmente, os principais pássaros canoros (aves que possuem um canto harmonioso) mais admirados são cinco: o Curió ou Avinhado, o Bicudo, o Trinca Ferro, o Coleira ou Papa Capim e o Canário da Terra. Acontecem torneios de canto e fibra desses pássaros por todo o território nacional. Essas cinco aves citadas são pássaros territoriais que defendem seu espaço com o canto quando se sentem invadidos por um intruso.

Curió

Curió ou Avinhado:

É o mais apreciado pela beleza de seu canto, não pela sua plumagem. Quando adulto, é preto com o peito marrom escuro. A melodia do canto do curió se parece com arqueadas de violino. O canto praticado pelos aficionados de São Paulo é o “Praia Grande clássico”.

Milhares de pessoas adquirem filhotes de boa linhagem e tentam ensiná-los a cantar com perfeição, tocando gravações dos curiós famosos, insistentemente. Devido a dificuldade de se conseguir um curió de canto perfeito e repetidor (aquele que repete o canto completo por diversas vezes, quanto mais, melhor), ele pode valer verdadeiras fortunas. Em Santa Catarina, o canto mais divulgado é o “Florianópolis”, em Pernambuco o canto “Goiana”, no Maranhão o “Timbira”, na Bahia, Sergipe o “VI VI TE TEU”, mas o canto “Praia” tem muita força.

No Rio de Janeiro, e Minas Gerais remanescem o canto “Paracambi” que desperta o sentimento dos colecionadores. Porém é o canto Praia Grande Clássico que toma praticamente todo país, despertando o interesse dos criadores, pela sua beleza e complexidade do canto  e talvez também por ser oriundo de São Paulo, um centro com maior poder aquisitivo.

Bicudo

Bicudo:

Em tudo se parece com o Curió, sendo todo negro com o bico branco (às vezes, preto). De região para região há diferenças quanto ao dialeto e também morfologia, chegando a receber diversos nomes científicos. O canto mais apreciado é o “Goiano Clássico”, “Alta Mogiana Clássico” (região de Goiás/Alta Mogiana) seguido do canto “Flauta”. Mas hoje, sua grande predileção é pelas competições de fibra, onde ganha quem canta mais.

Trinca de ferro

Trinca de Ferro:

Assim chamado pela enorme força no bico; também conhecido como Pixarro e Papa-banana. É um pássaro de porte maior (cerca de 30 cm), de cor esverdeada, com o peito claro e riscas na cabeça. De extrema valentia, é muito apreciado nos torneios de fibra. Ocorre em todo o território nacional.

Coleira

Coleira ou Papa Capim:

Pássaro preto com o peito branco e uma “coleira” que divide a cabeça e o peito. É muito manso e simpático; ocorre em todo o território nacional. Talvez, a exemplo do Fusca, que foi o primeiro carro da maioria das pessoas, o coleirinha foi o primeiro passarinho da maioria dos passarinheiros. O canto apreciado é o “Tuí-Tuí”. Pássaro democrático que traz muitos apaixonados às competições que agregam quatro espécies nas rodas, onde ganha quem cantar mais.

Canario da terra

Canário da Terra:

É amarelo com a cauda e asas esverdeadas, na testa tem uma plumagem laranja. Também ocorre em todo o território nacional. Antigamente, existiam rinhas, tais como as de galo, onde se realizavam brigas destas aves. Hoje, as rinhas foram abolidas pelo rigor da Lei e consequente fiscalização. O canto apreciado é o “Metralha”. Os criadores acrescentaram a seus plantéis o canário peruano, obtendo mestiços com excelentes resultados.