Homeopatia Veterinária

Entenda como funciona a Homeopatia veterinária e em que casos ela é usada em animais.

Por que?

A cada dia que passa, cresce o número de adeptos às medicinas chamadas naturais. Preocupados com os efeitos colaterais causados pelos medicamentos comumente receitados, muitos procuram nas terapias alternativas outros caminhos para se tratarem. E acabam fazendo-o também para seus animais de estimação. A homeopatia é um bom exemplo. Seu uso em cães, gatos, cavalos, bois, pássaros, etc., pode parecer uma novidade, mas é tão antigo quanto sua aplicação em seres humanos.

Glóbulos e gotas

Muitos cães são levados ao consultório de um Veterinário Homeopata. Os motivos são os mais diversos. Variam desde um proprietário insatisfeito com tratamentos anteriores à base de antibióticos, cortisona, etc., até aqueles que recorrem à Homeopatia em verdadeiro desespero, como última tentativa.

Como?

Durante a consulta homeopática, o proprietário deverá fazer um minucioso relato sobre o problema do seu animal, bem como suas características comportamentais. Tudo isso é muito importante, pois dizemos que para a homeopatia não existem doenças, mas sim doentes. O veterinário precisa conhecer a fundo seu paciente para poder tratá-lo.

O medicamento homeopático não é receitado apenas visando a solução de um problema localizado em um órgão, mas sim buscando o equilíbrio como um todo. Assim, evitamos o risco de melhorarmos uma parte e piorarmos outra, o que frequentemente observamos no tratamento alopático (convencional).

Dar remédios homeopáticos a um cão não requer prática nem habilidade. A maioria deles adora os glóbulos de açúcar (as famosas bolinhas), não criando problemas na hora de tomá-los. No caso das gotinhas, também é muito fácil, bastando pingá-las dentro da boca, já estarão fazendo efeito, não sendo necessário forçar o animal a engolir. Alguns animais costumam inclusive pedir uma dose extra…

Quando? 

A homeopatia representa uma alternativa de tratamento para um grande número de problemas que acometem os animais em geral. Poderíamos citar, a título de ilustração, as diversas formas de alergias, de infecções crônicas de ouvidos, problemas de coluna, entre tantos outros. Muitas doenças agudas também podem ser tratadas pela homeopatia, como a parvovirose, a cinomose e as gastroenterites em geral.

Onde?

Não podemos negar que existe um verdadeiro modismo em torno das terapias alternativas. Por um lado esta moda pode ser bastante positiva, pois tenta resgatar o uso de substâncias naturais e sem efeitos colaterais. Mas, por outro lado, abre campo à prática do charlatanismo.

Uma vez feita a opção de tratar seu cão pela Homeopatia, procure um veterinário com curso de especialização. Somente ele será capaz de realizar um verdadeiro tratamento Homeopático.

Ainda tem dúvidas? clique aqui