Doenças em tartarugas – Pneumonia

Pneumonia

SEMPRE que um animal ficar doente, ele deve ser submetido à avaliação de um médico-veterinário. Desta forma, não será abordado aqui nem diagnóstico, fisiopatologia, muito menos terapêutica dos quelônios. Isso sempre deve ficar à competência do profissional. Destacamos algumas características de enfermidades que são comuns no cativeiro, para que o proprietário que possui um quelônio tenha discernimento para levar seu animal a uma consulta veterinária.

Pneumonia está associada a deficiências na dieta (hipovitaminose A), estomatites infecciosas, micoplasmose e doenças do trato respiratório superior. Existem inúmeras etiologias da pneumonia, fungos, vírus, parasitas e mais comumente bactérias (a maioria Gram negativos, bactérias presentes na flora normal do trato respiratório do réptil). A pneumonia clinicamente pelo proprietário pode ser observada quando o quelônio lacustre é colocado em um recipiente com água e então ele flutua apenas para um dos lados da carapaça.

Isto porque os pulmões dos quelônios são saculiformes e quando estão ou preenchidos por exsudato ou colabados devido à lesão acabam por impedir a flutuação adequada do animal. Desta forma, quando submergido, o animal doente emborca seu corpo para o lado do pulmão afetado.

A dificuldade de respirar (dispneia) é também verificada pelo animal constantemente abrir a boca e abaixar a cabeça. Requer rápida internação para antibioticoterapia, oxigenioterapia e suporte de enfermaria. O animal pode vir à óbito rapidamente. O diagnóstico preciso, bem como o controle da doença se faz necessário com auxílio de um exame de raio-x (radiografias), hemogramas,  citologias, cultura/antibiograma. Em jabutis, a pneumonia é verificada desta forma (em casos graves) e pela dispneia respiratória.  Se você tem animais nesta condição, deve procurar rápida orientação veterinária.

Esta é uma das enfermidades mais comumente observadas em cativeiro. Evidentemente, existe uma infinidade de outras doenças que acometem os quelônios. Qualquer perturbação da normalidade do animal deve ser esclarecida através de uma consulta com um médico-veterinário.