Como tirar o pedigree do cachorro?

Você sabe o que é e como tirar o pedigree do seu cachorro?

Pedigree é um documento que comprova que o cão tem todas as características de uma raça pura. Ele informa quem eram os pais, avós e bisavós do cachorro, atestando que todos os seus antepassados também foram cães de raça. O pedigree é uma espécie de “título de nobreza” canino. Nele também aparece o nome do dono (oficial) do cachorro. Esse documento fica registrado no Kennel Clube. Se o cachorro não tiver pedigree, isso não significa que ele não seja puro. Muitos cães de raça não possuem registro.

E para que serve o pedigree afinal? Por que se dá tanta importância a ele? O pedigree, além de atestar que o cão é de raça, permite que ele participe de exposições caninas e fica mais fácil arranjar uma fêmea ou macho para cruzar com ele. Um cão com pedigree custa mais caro do que um cão sem registro. Apesar dessas vantagens, muita gente não se importa com esse “status” que o pedigree dá ao cachorro e não faz questão que seu cão tenha registro. Outros, adorariam que seu cachorro tivesse pedigree, mas ele não possui o registro. Para esses casos, será que tem jeito?

modelo-de-pedigree
Exemplo de pedigree

Modelo de Pedigree

O kennel clube oferece uma alternativa para cães de raça que não possuem pedigree, é o “Certificado de Pureza de Raça”. Para ter o CPR, o cachorro é avaliado por vários juízes especializados nomeados pelo kennel clube e, caso eles considerem que aquele cão possui todas as características da raça, o pedigree pode ser emitido. O cachorro também recebe um microship que é colocado sob a pele. Todos os cachorros com registro precisam ter um, e o número desse microship deverá constar no pedigree. Assim, não tem jeito de confundir nenhum cachorro e nem dá para trapacear!

O Certificado de Pureza de Raça não é igual ao pedigree de um cão registrado desde filhote. Será um registro inicial, um documento de cor marrom e que não mencionará os antepassados do cachorro, mesmo que eles sejam conhecidos. Ou seja, será um pedigree sem a “árvore genealógica”. É um documento válido, mas não tem o mesmo valor de um pedigree padrão (cor azul). Mesmo assim, tendo o CPR, o cão poderá participar de exposições nacionais. À medida em que ele cruzar com outro cachorro com registro, gerar descendentes, e esses forem cruzando com cães também com pedigree, seus bisnetos poderão ganhar um pedigree azul, pois terão uma árvore genealógica conhecida e completa.

É importante saber que todo criador comprometido e sério fornece o pedigree do filhote. É uma garantia para quem está comprando e pagando por um cachorro de raça. Alguns criadores, se podemos chamá-los assim, oferecem filhotes com ou sem pedigree. Os sem pedigree são sempre bem mais “baratos”. Se o pedigree tem um custo baixo para o criador, por que ele ofereceria filhotes sem o registro? Não seja enganado. Esse é um custo que o criador deve pagar e não você, que ainda terá o trabalho de providenciar um Certificado de Pureza de Raça.

Caso o pedigree não tenha nenhuma importância para você, considere adotar um mestiço ou vira-lata. Você entenderá o porquê do pedigree, em alguns casos, não fazer a menor diferença. 😉

Mais informações: CBKC
http://www.cbkc.org

Veja também:
Como tirar o pedigree dos filhotes
Registro de canis

Silvia C. Parisi
Médica veterinária (CRMV SP 5532) - Formada pela Universidade Federal de Uberlândia em 1987 - Criadora do site Web Animal