Como escolher um gato

Como escolher um gato

Raça X Pelagem
A primeira decisão a ser tomada é quanto a raça. Mas isso dependerá muito do tipo de pelagem do animal. Gatos com pelagem longa como os persas, exigem muito mais cuidados do que os de pêlos curtos como os siameses, por exemplo.

A questão não é meramente estética. Os gatos tem o hábito de se lamberem, é o chamado “banho do gato”. Como a língua desses animais é extremamente áspera, eles engolem uma grande quantidade de pêlos mortos. Esses pêlos, misturados com o bolo fecal (fezes), poderão acarretar a formação de um fecaloma, isto é, uma massa de fezes muito dura que causará obstrução intestinal nesses animais. Assim, a escovação é importante para eliminar os pêlos mortos e evitar que os gatos os ingiram em grande quantidade. Além disso, gatos de pelagem longa que não são escovados regularmente, terão problemas de “bolos” e nós na pelagem.

Macho X Fêmea
Quem optar por uma fêmea deverá ter em mente que a castração é imprescindível, tanto para quem mora em casa como para quem vive em um apartamento. As gatas entram no cio a partir de 6 meses de idade e uma das manifestações é o intenso miado noturno. Isso é problemático para quem mora em prédios em virtude do barulho. Para quem mora em casa e não tiver como conter o animal durante o cio, além do barulho, terá que conviver com ninhadas freqüentes.

No caso de machos, os felinos tem por hábito demarcar o território com a urina. As implicações disso para quem mora em apartamento é ter os carpetes, pisos e sofás demarcados. O gatinho, assim que chega na nova casa, logo se acostuma a fazer suas necessidades na caixa sanitária (caixa com areia sanitária própria para gatos). Recomendamos a castração logo que o macho começar a urinar freqüentemente fora da caixa. Isso significa que ele está demarcando território para mostrar a “outros gatos” que aquele é o “seu pedaço”. Somente a castração fará com que ele retorne a urinar na caixa sanitária. Para quem mora em uma casa, um macho adulto irá sair em busca de gatas no cio com muita freqüência e poderá passar dias fora de casa. Numa dessas saídas, ele poderá não voltar. A castração é uma maneira de manter o gato em casa, uma vez que os instintos sexuais estarão diminuídos ou ausentes com a retirada dos testículos ou ovários. Além de todo o exposto, a população de gatos de rua é um problema sério. A castração é a única maneira eficaz para controlar-se a número de gatos sem dono.

Ver campanha de castração