Cães e gatos – Dúvidas frequentes

Cães e gatos – Dúvidas frequentes

Esclarecemos algumas questões comuns a donos de cães e gatos. Uma delas pode ser a sua dúvida!

Tenho um cocker spaniel com 15 anos. Ele tem um mal hálito terrível. De tempos em tempos damos remédio e ele melhora, mas depois o mal cheiro volta com a mesma intensidade. Gostaria de saber se é aconselhável a limpeza do tártaro devido à anestesia e à questão da idade. (Natal/RN)

Somente a limpeza de tártaro irá acabar com o odor na boca de seu cão. As placas de tártaro contém muitas bactérias que produzem o mal cheiro. Por isso, o cheiro melhora quando se administra antibiótico (eliminação das bactérias). Mas você não poderá dar esse tipo de remédio o tempo todo para seu animal. Quanto aos riscos da limpeza de tártaro, se o cão estiver saudável e sem problemas cardíacos graves, o veterinário que trata dele poderá avaliar se é seguro utilizar uma tranquilização leve, suficiente para remover a maior parte das placas. Ou até mesmo a anestesia geral. Posteriormente, será preciso escovar os dentes de seu cachorro, do contrário o tártaro voltará rapidamente.
Leia mais sobre limpeza de tártaro

Se o cão já apresentou a tosse dos canis (ou gripe canina), ele poderá fazer uso de vacina para evitar um novo contágio? Um cão anteriormente contaminado estaria correndo riscos ao ser vacinado contra a mesma doença? (Ubatuba/SP)

A tosse do canis é causada por três agentes específicos, sendo o mais importante deles, a Bordetella bronchiseptica, uma bactéria transmissível ao homem. O sistema imunológico
dos animais, diferente dos humanos, precisa ser “reativado” periodicamente. Assim, mesmo que o animal tenha tido a doença, por qualquer um desses agentes, ele não ficará protegido para sempre. Precisará ser revacinado anualmente. A vacina não prejudicará o animal se ele já teve a doença anteriormente.
Leia mais sobre tosse dos canis

Comprei um dogue brasileiro e gostaria de saber qual a alimentação ideal. Qual contém menos conservantes e corantes? Me falaram que as que tem conservantes podem causar problemas graves com o passar do tempo. Posso usar comida como arroz canino com carne e legumes? Não é mais saudável? (S.Paulo/SP)

A ração é sempre mais completa e balanceada que a comida caseira. É claro que alimentos industrializados contém substâncias conservantes e ficamos reticentes em usá-los, até na  alimentação humana. Mas ainda não há provas que a ração possa causar qualquer tipo de doença. Ao contrário, há estudos que mostram que, desde que seja de boa qualidade, ela vai contribuir para que o animal tenha uma vida saudável. A ração só é contra-indicada se o animal tiver alergia a um de seus componentes.
Leia mais sobre nutrição

Estou assustada com o que vem acontecendo com meu gato. Ele tem 6 meses e desde que chegou em casa tem mania de “mamar” no sofá, em nossa roupa. Só que ele tem arrancado pedaços das coisas que supostamente mama. Acho que ele até engole… Gostaria de saber o o que pode ser isso e como cuidar. (Niterói/RJ)

A atitude de seu animal é típica de felinos que sofrem com ansiedade. Chamamos isso de “síndrome de sucção”. O afastamento prematuro da mãe pode ser um dos fatores que causam esse comportamento. O problema maior é o gato engolir pedaços de tecidos e outros materiais e isso lhe causar obstrução intestinal. Essa alteração comportamental, quando prejudicial, pode ser tratada com medicamentos contra a ansiedade, alopáticos ou homeopáticos. Tente oferecer-lhe mais atividade como brincadeiras com bolinhas, arranhadores e brinquedos para gatos que contenham a erva catnip. Ela causa uma sensação de bem-estar nos gatos e pode ajudar.

Tenho uma Lhasa de 2 anos e ela fica várias horas sozinha em casa, pois trabalho fora. De quatro meses para cá ela fica lambendo as patas e a genitália. Pode ser alguma doença?

É possível que seja estresse causado pela solidão. Cães vivem em matilha e detestam ficar sozinhos. Assim, a condição na qual ela vive não é ideal para um cachorro. Para minimizar o problema, dê a ela brinquedos, esconda biscoitos caninos pela casa, e quando você chegar, leve-a para passear. Faça isso antes de sair também. É possível que ela pare com esse comportamento. Se não cessar, leve-a ao veterinário para que investigue outras causas.
Leia mais sobre estresse

Minha cadela tem 08 meses e é o primeiro cio dela. Ela cruzou com próprio pai! Qual a chance dela ter engravidado? Foi um descuido, pois tenho interesse de fazer a cirurgia, só não decidi em qual? (Rio Grande/RS)

É errado achar que os animais não acasalam porque são parentes. Essa relação de parentesco não é levada em consideração no reino animal quando o assunto é cio. É muito provável que a cadelinha tenha sido fecundada. E ela é bastante jovem para ter uma cria. Assim, há dois caminhos a seguir: deixar que a possível prenhez prossiga ou então tentar evitar a gestação com medicamentos aplicados pelo veterinário, nos primeiros dias após o cruzamento. Para evitar novos acasalamentos indesejados, o melhor seria castrar os dois cães. Mas operar a fêmea é a prioridade, pois outro macho pode, acidentalmente, cruzar com ela.

Minha gatinha foi envenenada com um tipo de veneno que mata aos poucos. É verdade que dar leite quebra o efeito do veneno? 

A ingestão de leite funciona apenas para alguns tipos de venenos e em determinadas situações. Não é uma regra geral. O procedimento imediato a ser feito na suspeita de envenenamento é levar o animal a uma clínica. Lá o veterinário decidirá o que fazer: tentar um antídoto, fazer a lavagem estomacal ou induzir o vômito, administrar soro, etc.. Cada tipo de intoxicação requer um tratamento. Se o dono tentar tratar em casa, corre o risco de atrasar o socorro e perder seu animal.
Leia mais sobre envenenamento

O cão pode transmitir alguma doença se eu der banho nele em minha banheira?

Se o cão ou gato estiver vacinado e vermifugado, sem nenhuma doença de pele, você pode banhá-lo sem problemas em sua banheira ou box. Veja aqui como dar um bom banho no seu amigão.

ATENÇÃO: Este post irá esclarecer dúvidas corriqueiras e curiosidades. Em hipótese alguma irá sugerir diagnósticos ou tratamentos. O veterinário do seu animal é a pessoa mais indicada para essa finalidade.

Silvia C. Parisi
Médica veterinária (CRMV SP 5532) - Formada pela Universidade Federal de Uberlândia em 1987 - Criadora do site Web Animal