Distribuidoras estão por trás do desabastecimento

Por: - 29 de maio de 2018

O ministro da Justiça, Raul Jungmman, afirmou na manhã desta terça-feira (29/5) em entrevista ao vivo na rádio CBN, que as distribuidoras de combustíveis estão por trás do desabastecimento dos postos de combustíveis e do movimento dos caminhoneiros.

São empresários inescrupulosos, que querem aumentar suas margens de lucros e estão praticando locaute. Vão pagar por isso.

As multas, acrescentou, serão de R$ 100 mil por hora.

Informou que as investigações estão sendo feitas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que tem convênio com a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Foram abertos 37 inquéritos.

As distribuidoras controlam os caminhoneiros autônomos. São elas que contratam os transportes e distribuem as linhas.

Quando se vê:

– Sobre os trilhos da linha férrea do Pátio de Inflamáveis de Maringá 18 tanques, de 76 mil a 45 mil litros, cheios de gasolina e diesel puros,

– A ANP flexibilizando os índices de mistura de álcool anidro na gasolina e de biodiesel no diesel,

– A CPA Armazéns Gerais, na estrada velha entre Sarandi e Marialva, a poucos quilômetros do Pátio, cheia de etanol, anidro e biodisel,

– Ordens judiciais assegurando o transporte de combustíveis,

– E as bombas dos postos de revenda da cidade quase todas desligadas…

É de se pensar: o ministro tem razão, mas falta ação de quem de direito e dever.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.