Golpes na internet aumentam em número e perigo; saiba como se proteger

Por: - 11 de julho de 2019

Com nossa vida cada vez mais conectada é importante subir uma barreira para não ser vítima de um crime cibernético

É cada vez mais comum abrir um veículo de notícias e ler sobre golpes cibernéticos, que usam ou o computador ou a identidade de uma pessoa exposta online para cometer delitos. Inclusive na nossa região aconteceram alguns casos, como o da influencer Maria Helena Paiva.

Por isso é de suma importância que todos os usuários de internet, seja no celular ou no computador, tomem algumas medidas para proteger seus dados. Afinal, com nossas vidas cada vez mais conectadas, um vazamento pode ter grande perigo e repercussões bem chatas.

Essa preocupação não está apenas no nível pessoal, de cada indivíduo. Governos ao redor do mundo estão debruçados sobre o tema e com a Lei Geral de   de Dados (LGPD), que entrará em vigor em 2020, as empresas que atuam em território nacional terão que tomar bastante cuidado com as informações que tem de seus clientes e possíveis consumidores. Isso já é um avanço, mas há também que pensar em pessoas mal-intencionadas que vão de golpe em golpe no mundo online.

Vamos então a algumas dicas para ajudar a te proteger contra a ação de hackers.

Cuidado com redes de Wi-Fi e senhas

Entrar em redes Wi-Fi desconhecidas é um dos maiores perigos que existem para quem acessa a internet. A razão para isso é que sua exposição é grande e ela pode significar um vazamento de dados grandes.

Fique atento a isso, especialmente quando você está em um lugar público e encontra uma rede gratuita sem senha sem conhecer sua origem. Ela pode servir para pegar a informação de pessoas seja o acesso do online banking ou redes sociais.

A questão das senhas, aliás, é um problema em outras ocasiões. Muitas pessoas optam por senhas fracas, como 1234 e nome e sobrenome. Fazer isso é pedir por uma invasão, assim como usar a mesma palavra-passe em todas as plataformas. É a mesma coisa que ter só uma chave para a porta da frente de casa, do carro e do cofre com dinheiro.

Use sua criatividade. Abuse de símbolos e combinações com maiúsculas, minúsculas e números. Tenha variações dessa senha para as dezenas de aplicativos, sites e plataformas que você usa. E não entre em uma rede Wi-Fi a menos que você tenha total confiança nisso.

Contrate um Anti-Vírus e uma VPN

Muitas coisas mudaram nas duas últimas décadas de acesso à internet pessoal. Uma coisa que não mudou é a importância de ter um bom antivirus. As boas marcas foram evoluindo e oferecendo proteções ainda maiores também contra spywares e malwares, além de fazerem checagens completas.

Já a VPN é algo relativamente novo  e que aumenta a segurança da sua navegação. O usuário pode disfarçar ou ocultar os dados de sua navegação até escolhendo um país diferente de onde está. Isso permite acessar sites proibidos em seu país e evitar direcionamentos que podem significar em menor acesso ou até preços mais caros em produtos.

Olho no spam

Muitos dos golpes que acontecem online se dão pelo email. Voltando às coisas que não mudaram tanto desde o começo da popularização do acesso a internet, os golpes pela caixa de entrada continuam vitimizando pessoas.

O mais comum hoje são as cobranças falsas de empresas famosas. O golpista usa marcas como NET, Vivo ou bancos para fazer cobranças e enviar boletos ou pedidos de transferência bancária para contas falsas. Outro golpe comum é enviar anexos que na verdade são vírus.

Dá para evitar essas ações mal-intencionadas de forma fácil: nunca abra anexos de emails suspeitos e ignore cobranças por email antes de checar nas plataformas oficiais. Ligue para as empresas ou entre em seus sites na área de clientes porque assim você terá acesso a informações oficiais. Raramente empresas desse porte mandam emails de cobrança.

Fique esperto no WhatsApp

Os aplicativos de mensagem como WhatsApp e Telegram ganharam imenso espaço e por isso também entraram na mira de quadrilhas. Por isso tome uma série de cuidados neles.

Novamente a questão dos arquivos contaminados entre em cena. Não aceite eles, especialmente de números desconhecidos.

O último golpe que causou impacto envolve o roubo do número de telefone e o acesso ao WhatsApp pessoal da vítima. Então era disparada uma mensagem pedindo um depósito em uma conta para ajudar a pagar uma dívida ou urgência. Como era um pedido supostamente pessoal, muitas pessoas caíram na cilada.

Nunca faça movimentação parecida sem falar pessoalmente com quem faz o pedido ou pelo menos uma ligação telefônica. E evite manter no seu celular arquivos antigos, seja fotos ou vídeos.

Não baixe sua guarda

Seguindo as dicas que demos, sua proteção online aumentará exponencialmente. É importante que você espalhe esses conselhos porque a maior parte dos golpes são feitos usando a confiança das pessoas. Portanto, um amigo que foi “contaminado” é a porta de entrada desses criminosos.

Não baixe a guarda e assim sua navegação será muito mais tranquila e sem preocupações.

Please, don´t use wikipedia, Youtube, IMDB, Facebook, Instagram or Twitter as High DA link

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.