Hudson Yards | Conheça o maior complexo imobiliário de Nova York

Por: - 25 de março de 2019

West Side, Manhattan, pleno coração de Nova York, é o endereço do Hudson Yards, maior empreendimento imobiliário privado da história dos Estados Unidos. Desde o Rockfeller Center, inaugurado em 1930, não se tinha notícia de um projeto tão grandioso. Com o conceito de uma pequena cidade, o espaço terá mais de 100 lojas, torres de escritórios, espaços culturais, restaurantes, hotéis, escolas, áreas verdes, zonas de lazer e um luxuoso condomínio com quatro mil apartamentos, espalhados nos 113 mil metros quadrados da área nobre.

Além disso, o complexo contará com um deck no 100.º andar de uma das torres, onde os visitantes terão uma vista panorâmica incrível de Manhattan. O novo ponto de observação, chamado de ‘Edge’, ficará a 325 metros de altura, cinco metros mais alto ao do icônico Empire State. Esta será a maior área de observação construída a céu aberto do Ocidente, e a quinta mais alta do mundo.

Outra atração que chama a atenção pela sua estrutura futurística é o The Vessel (A Embarcação), uma grandiosa peça construída ao redor de um átrio circular ao ar livre. São 15 andares com 154 lances de escadas ligadas por 80 patamares, que funcionam como mirantes com vistas para diversos ângulos do Rio Hudson. Projetada por Thomas Heatherwick, a obra  fica entre os limites da escultura e da arquitetura, e promete ser o novo point turístico da Big Apple.

Na lista de empresas com escritórios nas torres do Hudson Yards estão a L’Oréal, a Time Warner e as suas subsidiárias HBO, CNN e Warner Brothers. As lojas serão ocupadas por marcas como Cartier, Dior, Kenzo, Rolex, Tiffany & Co., Pandora, Sephora, Chanel e Louis Vuitton. Conceituados restaurantes como Momofuku, de David Chang e The French Laundry, de Thomas Keller, também estão confirmados no local.

Entre os destaques estão um luxuoso hotel, com mais de 200 acomodações, uma escola pública com capacidade para 750 alunos e o The Shed, um edifício com oito andares, onde funcionará um centro de artes e performances. Uma área de 20 mil metros quadrados será dedicada ao lazer, com espaços verdes que terão mais de 28 mil plantas e 200 árvores.

O Hudson Yards prevê um investimento de US$ 25 bilhões. As empresas Related Companies e a Oxford Properties Group criaram centenas de postos de trabalho para fazer nascer, a partir do zero, este megaprojeto. Segundo escreveu o The New York Times, o empreendimento terá “magnitudes de fazer cair o queixo que só serão percebidas até se estar lá”. O arrojado projeto foi inaugurado em 15 de março deste ano, com alguns espaços em funcionamento, mas a conclusão total da obra está prevista para 2024.

O empreendimento terá um impacto positivo na economia de Nova York, contribuindo para um aumento do PIB de 2,5% ao ano. Calcula-se cerca de 500 milhões de dólares em impostos, e mais de 55 mil empregos diretos nesta região da cidade.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.