Deputados da região de Maringá apresentaram 158 projetos de lei na Assembleia Legislativa em 2023

Compartilhar

O balanço foi feito pelo Maringá Post, após consulta ao Portal da Transparência da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Maria Victoria (Progressistas) foi a parlamentar da região que mais apresentou projetos de lei.

Por Victor Ramalho

Os deputados estaduais que representam a região de Maringá apresentaram 158 projetos de lei (PLs) em 2023. O balanço foi feito pelo Maringá Post, após consulta ao Portal da Transparência da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), que realizou a última sessão ordinária do ano nessa terça-feira (12).

Ao todo, a Assembleia analisou, ao longo de 2023, 214 projetos de lei, sendo 200 novos e 14 complementares – aqueles que servem para atualizar leis que já existem -. Somados, os cinco deputados que representam Maringá apresentaram 158 PLs.

O número leva em consideração todos os projetos, incluindo aqueles em que o parlamentar assina o texto com outros colegas, o que explica o número elevado de proposições.

Maria Victoria (Progressistas) foi a parlamentar que representa Maringá e região que apresentou o maior número de projetos de lei em 2023, com 43 proposições. Em segundo lugar aparece Soldado Adriano José (Progressistas), com 41. Completam a lista Delegado Jacovós (PL), com 39 projetos, Evandro Araújo (PSD), com 21 e Do Carmo (União Brasil), com 14 projetos propostos.

Já entre as proposições gerais, que incluem projetos de lei, requerimentos e indicações, quem lidera a lista é Adriano José, com 200 proposições. Maria Victoria aparece em segundo lugar, com 147, seguida de Delegado Jacovós, com 109, Evandro Araújo, com 93 e Do Carmo, com 71 proposições. Veja o número de requerimentos apresentados por cada deputado:

Soldado Adriano José (PP) – 100 requerimentos

Maria Victoria (PP) – 99 requerimentos

Evandro Araújo (PSD) – 70 requerimentos

Delegado Jacovós (PL) – 68 requerimentos

Do Carmo (União Brasil) – 56 requerimentos

Assembleia Legislativa bate recorde de projetos protocolados em 2023

Na última sessão do ano, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alep, Tiago Amaral (PSD), apresentou os números das tramitações de 2023. Apenas neste ano, 1098 propostas foram protocoladas na Casa, entre proposições de autoria dos deputados estaduais, do Poder Executivo, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), do Ministério Público do Paraná (MP-PR) e da Defensoria Pública.

De acordo com o deputado, 856 proposições, tanto de autoria dos parlamentares, quanto de outros órgãos da Administração Pública, foram pautadas pela presidência e deliberadas pelos membros da Comissão. Além disso, a CCJ analisou emendas de plenário ou das demais comissões permanentes. A média é de 17 proposições analisadas por sessão. Em 2023, a CCJ realizou 38 reuniões ordinárias e 10 extraordinárias.

Foto: Divulgação/Alep


Compartilhar