Maringá Post
Maringa Póst - Independente, sempre.

Mulher impediu o suicídio do ex-marido dias antes de ser assassinada por ele; filhos presenciaram o crime

Compartilhar

O caso aconteceu em Toledo. Gabrielle de Lima Rodrigues, de 34 anos, foi morta a facadas, juntamente com seu pai, de 61 anos.


Compartilhar
Compartilhar

A professora Gabrielle de Lima Rodrigues, de 34 anos, morta pelo ex-marido na última segunda-feira (18), impediu o suspeito de cometer suicídio dias antes do crime. A informação foi descoberta pela Polícia Civil e divulgada pelo delegado Alexandre Macorin nesta terça-feira (19).

De acordo com as investigações, o casal tinha um relacionamento marcado por episódios de violência, o que levou Gabrielle a buscar uma medida protetiva em 2019. Depois de algum tempo, os dois se reconciliaram, e a mulher pediu para retirar a liminar.

Entretanto, em março de 2024, o marido voltou a ameaçar Gabrielle, que novamente fez um pedido de medida protetiva. Assim, eles entraram em processo de separação.

“No início desse mês, ele ameaçou novamente, de forma contundente, ele queria matar ela a facadas, ele tentou inclusive suicídio e, olhe só, ela mesma salvou a vida dele cortando a corda que ele tentou se enforcar”, afirmou o delegado Alexandre Macorin.

No dia 18 de março, o suspeito, identificado como Gilvan Francisco Rech, foi até a casa da ex-esposa e a matou na frente dos filhos do casal. Ele também matou o ex-sogro, de 61 anos.

A Polícia Militar foi acionada após relatos de violência doméstica por um vizinho que ouviu pedidos de socorro. Ao chegar à residência, os policiais encontraram os corpos de Gabrielle e de seu pai. O suspeito foi encontrado com uma faca cravada no peito e, após receber atendimento médico, foi preso e está sob custódia policial.

O Conselho Tutelar foi acionado para prestar assistência às crianças.

Foto: Prefeitura de Toledo


Compartilhar

Comentários estão fechados.