Mulher perde salário de R$ 3 mil no ‘jogo do tigrinho’ e inventa roubo para encobrir

jogo do tigrinho
Compartilhar

Uma mulher residente em Pato Branco (cerca de 320 km de Maringá) perdeu o próprio salário de R$ 3 mil em um cassino online conhecido como “jogo do tigrinho”, uma plataforma amplamente reconhecida por suas promessas de ganhos elevados e considerada ilegal no país.

Após o incidente, a mulher decidiu buscar ajuda da Polícia Militar, relatando que havia sido vítima de um roubo ao desembarcar de um ônibus na região do Bairro São Cristóvão.

No entanto, ao chegar ao local, os policiais instruíram a suposta vítima sobre os procedimentos legais relacionados à comunicação falsa de crime. Esse tipo de conduta envolve reportar à autoridade um crime que não ocorreu, o que mobiliza recursos e investigações para apurar algo que não aconteceu.

Foi então que a mulher admitiu a verdade: ela havia perdido o dinheiro no jogo “Fortune Tiger”, mas não queria contar para o marido, pois essa não era a primeira vez que ela perdeu o dinheiro no site de apostas.

Após a confissão, a mulher foi encaminhada à delegacia local, onde formalizou sua declaração em um Termo Circunstanciado por comunicação falsa de crime.

O crime em questão é tipificado no artigo 340 do Código Penal brasileiro, estabelecendo pena de até seis meses de detenção e multa para quem realiza comunicação falsa de crime às autoridades.

Foto: Reprodução


Compartilhar

Autor

Notícias Relacionadas