Cuidadora é presa suspeita de agredir de 80 anos, no Paraná

Compartilhar

Na noite desta quarta-feira (24), uma cuidadora foi presa em flagrante suspeita de agredir uma idosa de 80 anos, que estava sob seus cuidados. O caso aconteceu em Ponta Grossa (cerca de 300 km de Maringá).

De acordo com informações da FASPG (Fundação municipal de Assistência Social), a família da idosa é da cidade de Ivaí (cerca de 90 km de Ponta Grossa) e teria deixado a mulher na casa da suspeita há cerca de quatro anos.

Após denúncias de vizinhos, que acionaram a Guarda Municipal, a agressora foi presa pelo crime de lesão corporal.

A idosa foi encontrada com hematomas nas costas e em um dos olhos. Ela foi socorrida pelo Siate (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência) e encaminhada para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento. Após a avaliação médica, ela prestou depoimento à Polícia Civil.

Em sua declaração, a vítima disse que era alvo de agressões constantes e que já ficou trancada no quarto diversas vezes.

“Em razão disso, a mulher foi presa em flagrante pelo crime de lesão corporal qualificado, uma vez que se prevaleceu da relação doméstica de coabitação. […] A pena do crime pode chegar a até três anos de prisão, além das investigações seguirem nesse inquérito policial uma vez que a idosa também relatou que chegava a ser até trancada no quarto por vezes – e isso pode caracterizar outro tipo de delito, que será investigado na sequência”, explica o delegado Gabriel Munhoz.

A suspeita, por sua vez, nega as acusações e alega que as marcas no corpo da idosa ocorreram devido a quedas.

A prefeitura afirma que a FASPG trabalha nos trâmites para o encaminhamento da vítima a uma casa de acolhimento de Ponta Grossa e procura localizar os familiares da idosa.

Foto: Reprodução


Compartilhar