Pai é suspeito de estuprar filho de 12 anos e armazenar pornografia infantil

Compartilhar

Um homem de 41 anos foi preso em Andirá (cerca de 210 km de Maringá), suspeito de estuprar o próprio filho, de 12 anos.

Além dos abusos sexuais, ele também foi autuado em flagrante por armazenamento de materiais de pornografia infantil em seu celular e em quatro pen drives. Os objetos foram apreendidos.

Segundo a Polícia Civil do Paraná, a denúncia foi feita pela mãe do menino no dia 31 de outubro deste ano. Já a prisão ocorreu no último sábado (18).

O delegado Gabriel Caldeira, responsável pelo caso, explica que a prisão temporária do suspeito vai contribuir para o andamento das investigações.

“A dificuldade está pelo fato desses crimes serem praticados dentro do ambiente doméstico, longe das vistas de testemunhas. A prisão temporária nos auxilia a angariar mais elementos e dificultar que o autor possa acessar remotamente dados, movimentar acervo e compartilhar conteúdo da criança ou adolescente que vem sendo vítima desse abuso sexual”, completa Caldeira.

Os crimes teriam acontecido dentro da casa onde a família morava.

COMO FAZER A DENÚNCIA

As denúncias podem ser feitas pelos telefones 197 da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia. Se a violência estiver ocorrendo naquele momento, a pessoa deve acionar a Polícia Militar, por meio do 190.

Foto: Divulgação / PCPR


Compartilhar