Grupo é preso por se passar por policiais e extorquir vítimas pela internet

Foto: Marcos Landim/RPC

 

Um grupo de 12 homens; oito brasileiros, dois tailandeses e dois chineses foram presos no Paraguai por suspeita de simular uma delegacia de Polícia Civil e extorquir vítimas pela internet, segundo a polícia paraguaia.

A organização foi elaborada em um condomínio de luxo de Cidade do Leste.

De acordo com a investigação, o grupo procurava informações das vítimas na internet. Depois faziam contato informando sobre a suposta prisão de um parente ou se passavam por representantes de empresas de cobrança e telefonia, momento em que extorquiam as vítimas.

A Polícia Civil encontrou anotações que mostram roteiros usados pela quadrilha para conversas no telefone com as vítimas. São frases que iniciam o diálogo e pedem dados pessoais como endereço e CPF.

 

Dezenas de celulares, cartões de crédito, drogas, algemas e armas foram apreendidos.

*Com informações G1.