Réu por matar homem e filha é condenado a 65 anos de prisão

prisão - algemas

Acusado de matar homem e a filha dele em Paranavaí é condenado por duplo homicídio nesta quinta-feira (21).
Foto ilustrativa: Pixabay

Um acusado de matar um outro homem e a filha, uma menina de quatro anos, em Paranavaí, foi condenado a 65 anos e quatro meses de prisão em regime fechado.

O réu, Rafael da Costa Eurides, foi julgado em júri popular, por um crime que aconteceu em novembro de 2017. Ele foi condenado por duplo homicídio.

Testemunhas relatam que no dia que o crime aconteceu, o acusado havia chegado à residência das vítimas e invadiu a casa, enquanto usava um capacete fechado. Ele seguiu para o quarto do homem, onde ele estava com a filha. Após ter efetuado vários disparos de arma de fogo, tanto o pai quanto a filha foram atingidos.

O homem morreu no local, enquanto a menina chegou a ser atendida no Hospital Santa Casa de Paranavaí, mas não resistiu aos ferimentos.

O autor do crime foi identificado pela polícia por estar usando tornozeleira eletrônica. Ele cumpria pena pelo crime de homicídio em regime semiaberto. O fato do réu ser reincidente no crime de homicídio foi levado em consideração para o resultado do júri.

A defesa do acusado alega que o cliente é inocente e que ocorreu um erro no sistema da tornozeleira. O advogado informa que pretende recorrer da decisão.