Bolsonarista que matou tesoureiro do PT é intimado pela Justiça

Foto: Reprodução

O bolsonarista e policial federal penal, Jorge Garanho,  que matou o tesoureiro do PT Marcelo Arruda em Foz do Iguaçu, no dia 9 de Julho,  foi intimado pela Justiça nesta quinta-feira,21.  Segundo a Justiça, ele deve apresentar defesa em 10 dias.

Marcelo Arruda foi morto a tiros em sua própria festa de aniversário pelo policial federal penal Jorge Guaranho. A festa de Arruda tinha como tema o PT e o ex-presidente Lula. 

A intimação foi entregue ao bolsonarista no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, onde ele está internado desde o dia do crime. 

Guaranho se tornou réu após a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Paraná, na quarta-feira, 20, ser aceita pela Justiça. O policial penal foi denunciado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e perigo comum. O MP – Ministério Público disse que crime teve motivação política.

O MP cita que o réu agiu por motivo fútil decorrente de “preferências político-partidárias antagônicas” e que Guaranho colocou a vida de mais pessoas em risco ao efetuar os disparos no salão de festas.

*Com informações G1.