PCPR investiga morte de responsável pelas câmeras de segurança da festa de Marcelo Arruda

Imagem: Reprodução

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) investiga a morte de Claudinei Coco Esquarcini, diretor da Associação Recreativa Esportiva Segurança Física de Itaipu (Aresf), local onde foi morto Marcelo de Aloizio Arruda em 9 de junho.

Esquarcini foi encontrado morto no último domingo (17), em Medianeira, município próximo de Foz do Iguaçu. Segundo a polícia, Claudinei se jogou de cima de um viaduto, foi socorrido com vida, mas não resistiu à queda.

A polícia investiga se existe alguma possibilidade de ligação entre a morte de Claudinei e o assassinato de Marcelo.

De acordo com as informações, Claudinei conhecia Guaranho, e teria sido o “responsável” por mostrar as imagens das câmeras de segurança da festa de aniversário da vítima para Jorge José Guaranho.