Advogado é um dos mortos no confronto com a Polícia Militar em Maringá

Dois homens morreram durante um confronto com a Polícia Militar (PM) no fim da manhã desta quinta-feira, 17. Um dos mortos é o advogado criminalista Ricardo Eli Diniz, de 45 anos (foto). O outro ainda não teve a identidade revelada. Na propriedade localizada na Rua Maringá, Zona 8, a polícia localizou dois veículos roubados, sendo um VW/Fox e um Hyundai Azera tomado de assalto na última segunda-feira (14), na região de Campo Mourão.

A polícia informa que com os homens foram encontradas três pistolas calibres 9 milímetros e .380, além de uma escopeta calibre 12, capuzes, coletes e munições. Segundo a Polícia Militar uma das equipes Rotam do 4ª BPM recebeu uma denúncia anônima, de que um veículo Azera, roubado no início da semana em Iretama estaria no imóvel.

Ao chegar no endereço, os policiais teriam sido recebidos a tiros. No suposto confronto, os dois homens foram mortos e um terceiro suspeito se entregou. Ele foi preso em flagrante. De acordo com a PM, o grupo seria envolvido em roubos a ônibus de turismo na região. Nas ações, segundo a polícia, os criminosos atuavam com muita violência.

A família do advogado relatou que Diniz poderia estar prestando assessoria jurídica a quadrilha, mas não teria envolvimento nos crimes praticados. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) emitiu a seguinte nota sobre o fato:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.