PF de Maringá cumpre mandados em residências de suspeitos de cometerem crime contra procurador da AGU

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quarta-feira,16, em Maringá três mandados de busca e apreensão relacionados a um crime de furto ocorrido no início do ano, tendo como vítima um Procurador Federal da Advocacia Geral da União (AGU).

As buscas, autorizadas pela Justiça Federal, foram realizadas em locais vinculados a suspeitos de envolvimento no furto ou na receptação de pertences do servidor. Dentre os bens levados, entre veículos, eletrônicos e objetos pessoais, estava um notebook da AGU, situação na qual a PF tem atribuição para investigar.

A análise do material apreendido pode revelar outras ações criminosas cometidas pela quadrilha, com futuro compartilhamento das provas com a seção de Furtos e Roubos da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá.

Esta é a segunda ação da PF, em menos de três meses, com foco em crimes de furto e roubo na região. Em dezembro do ano passado, foi deflagrada a Operação Acesso Soturno, que também visava desarticular organização criminosa voltada para tais delitos. Tal apuração apontou a participação dos envolvidos em uma série de outros crimes, como homicídios, receptação, estelionatos e fraudes em financiamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.