Manifestação em apoio a Bolsonaro reúne multidão na Avenida Paulista

Compartilhar

Uma grande manifestação em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) tomou conta da Avenida Paulista neste domingo (25), reunindo apoiadores que vestiam as cores verde e amarelo e portavam bandeiras do Brasil e de Israel.

O ato, que contou com a presença do próprio Bolsonaro e importantes figuras políticas, como os governadores Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, Ronaldo Caiado (União), de Goiás, e Jorginho Mello (PL), de Santa Catarina, teve como um dos principais temas o pedido de impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A manifestação, que começou por volta das 14h30 no Museu de Arte de São Paulo (MASP), foi marcada pela ausência de críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF), diferentemente de atos bolsonaristas anteriores.

Os gritos pedindo o impeachment de Lula foram uma constante, especialmente após recentes declarações do presidente sobre os ataques israelenses na Faixa de Gaza, que geraram polêmica e um pedido formal de impeachment por parlamentares bolsonaristas.

Financiado pelo pastor evangélico Silas Malafaia, o evento contou com uma infraestrutura que incluiu o aluguel de dois trios elétricos, segurança privada, fornecimento de água, e transmissão pela internet, com um custo estimado entre R$ 90 mil e R$ 100 mil.

A presença de dezenas de deputados bolsonaristas, além de senadores e políticos de diversos estados, demonstrou o apoio político ao ex-presidente, que enfrenta investigações pela Polícia Federal (PF) por uma suposta tentativa de golpe de Estado.

A operação Tempus Veritatis, que investiga Bolsonaro e seus aliados, ganhou destaque no ato, especialmente após a recente ação da PF que resultou na prisão preventiva de quatro ex-assessores e na apreensão do passaporte do ex-presidente.

As investigações apontam para a participação de Bolsonaro na elaboração de um decreto que previa novas eleições e a prisão de autoridades, embora o decreto nunca tenha sido implementado.

Além da suposta tentativa de golpe, Bolsonaro é investigado por outras questões, incluindo a venda de joias recebidas durante seu mandato, fraude em cartões de vacinação e o envolvimento nos ataques de 8 de Janeiro contra instituições nacionais.

A manifestação na Avenida Paulista, além de demonstrar o apoio popular ao ex-presidente, reflete as tensões políticas no Brasil, especialmente em um momento em que Bolsonaro busca manter sua influência no cenário político nacional, apesar dos desafios judiciais que enfrenta.


Compartilhar

Autor

Notícias Relacionadas