Câmara aprova projeto ‘Parceiros das Mulheres’ que busca inserir vítimas de violência no mercado de trabalho

violência mulher
Compartilhar

Na manhã desta terça-feira (14), durante a sessão ordinária na Câmara Municipal, os vereadores aprovaram, por 12 votos favoráveis, o projeto que institui o projeto “Parceiros das Mulheres”.

A proposta, de autoria do vereador Adriano Bacurau, tem o objetivo de oferecer apoio às mulheres que são vítimas de violência doméstica. A ideia é desenvolver políticas públicas para inserir essas mulheres no mercado de trabalho, através de ações de formação, qualificação, preparação e inserção no âmbito profissional.

As empresas, entidades e instituições que participem do projeto receberão o Selo de Responsabilidade Social “Parceiros das Mulheres” e vão oferecer esse suporte para promover a entrada de mulheres vítimas de violência no mercado de trabalho. Com isso, elas poderão adquirir mais autonomia e independência financeira.

Jéssica Myllena dos Santos Valero é uma das assessoras do vereador Bacurau, e, com sua formação em psicologia, ela contribuiu para a criação do projeto “Parceiros das Mulheres”. Segundo ela, muitas vítimas de violência doméstica enfrentam dificuldades em encontrar um emprego. São vários os motivos, mas isso acontece, principalmente, por causa da dependência financeira e emocional, que impede as vítimas de se afastar de seus abusadores.

“O Selo ‘Parceiros das Mulheres’ é um incentivo para que essas mulheres tenham uma rede de apoio de empresas que abraçam a causa”, explica ela.

Jéssica também ressalta a importância de oferecer um suporte às vítimas de abuso, principalmente através de políticas públicas, pois é uma parte essencial no combate à violência doméstica.

“Os índices de abuso têm aumentado de forma gritante na população, não apenas na nossa cidade, mas em todo o país. Então, quando a gente abraça essas dores, as pessoas se sentem acolhidas. Quando tem esse suporte, há maior possibilidade das vítimas conseguirem sair desse ciclo de abuso”, conclui.

O vereador Bacurau esclarece que esse projeto já é colocado em prática em outros estados do Brasil e agora foi trazido para Maringá. Ele reforça que o gabinete dele está sempre aberto para receber ideias da população, principalmente na luta dos direitos das mulheres.

“Gostaria de fazer um convite para que as mulheres entrem em contato com a gente, para transformar as ideias delas em projetos de lei. Nós estamos aqui para somar”, afirma o parlamentar.

O contato pode ser feito através das redes sociais, no Instagram bacura_br, ou pelos telefones: (44) 9971-2089 (Atendimento) ou (44) 998191750 (número pessoal do vereador Bacurau). O atendimento presencial pode ser feito no gabinete na Câmara Municipal (Av. Papa João XXIII, 239).

Foto ilustrativa: Foto: Reprodução / Associação dos Magistrados Brasileiros


Compartilhar