Bolsonaro quer civis armados contra possível ditador

Em visita a Maringá, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender que a população compre armas. Para ele, civis armados é a estratégia de defesa da democracia. “Eu quero a população de bem armada para combater qualquer ditador”.

Bolsonaro também destacou a importância das armas contra a opressão. “O povo de bem armado, jamais será escravizado”.

Apesar dos argumentos, o presidente não explicou o que coloca a população e a democracia em risco.

Em clima de campanha eleitoral, Bolsonaro discursou no palco da Expoingá. A Sociedade Rural de Maringá manteve os portões abertos e entrada gratuita durante a visita do presidente.

Logo que chegou na cidade, Bolsonaro também participou de uma motociata. Organizada por aliados, a passeata de motociclistas contou com a divulgação do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros.

Ditador

Em mais de 120 de República, o único presidente que se assemelhou a um ditador foi Getúlio Vargas. No primeiro mandato, Vargas governou de 1930 a 1945.  Sob pressão, deixou a presidência em 1945 sem a necessidade do uso de armas.

Já a “ditadura militar”, mesmo baseada num modelo autoritário, contou com vários governantes. Ou seja, não teve um ditador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.