Barros chega para depoimento na CPI da Covid e fala em encerrar “esse mal entendido”

12 de agosto de 2021
investigado
Ricardo Barros diz que sua conduta parlamentar é exemplar

O líder do governo Bolsonaro na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), já está no Senado para prestar depoimento na CPI que investiga possíveis omissões e crimes do governo na condução da pandemia da covid-19. Ele diz que essa é uma oportunidade para acabar com “Esse mal entendido”.

Em entrevista na chegada a CPI da Pandemia o deputado negou ter participado das negociações da vacina Covaxin, afirmou que vai esclarecer todos os pontos e “encerrar esse grande mal entendido”.

Segundo Barros, o presidente Jair Bolsonaro nunca afirmou que ele estivesse ligado à compra das vacinas e nunca tratou do tema com o presidente.

“O presidente nunca afirmou que eu estava envolvido no caso Covaxin. Em todas as narrativas do deputado Luis Miranda ele repete a mesma coisa: eles mostram a minha foto no caso da Global e o presidente perguntou se eu estava envolvido. Em todas as narrativas de Luis Miranda, inclusive no depoimento à Polícia Federal”, afirmou Barros.

Barros lembrou que foi citado mais de 100 vezes na Comissão e todas as pessoas ouvidas pelos senadores na CPI negaram a sua participação.

“Fui citado mais de 100 vezes. Os senadores perguntaram para todos os que vieram aqui na CPI se tinham relacionamento comigo ou se sabiam de alguma coisa e todos negaram”. Segundo ele, agora será a oportunidade de encerrar “essa grande mal entendido”.