Ex-prefeito é preso, suspeito de conduzir licitações fraudulentas

Por: - 8 de junho de 2021
Arquimedes Ziroldo
O ex-prefeito de Astorga estava em Pitangueiras, onde também foi prefeito três vezes

O ex-prefeito de Astorga Arquimedes Ziroldo, o Bega, foi preso na manhã desta terça-feira em cumprimento a mandado de prisão solicitado pela Promotoria de Justiça de Astorga. Bega estava em uma casa em Pitangueiras, cidade em que foi prefeito três vezes. O ex-prefeito é preso no âmbito da Operação Alavanca.

Esta é a segunda vez que o ex-prefeito vai para a prisão dentro do mesmo processo. Ele é acusado de praticar atos de improbidade na presidência do Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar).

Entre as irregularidades estaria a realização de licitações fraudulentas dirigindo o certame em favor de determinadas empresas.

Bega já tinha sido preso antes e aguardava em casa decisão da Justiça, mas estaria descumprindo as determinações e ausentando-se de casa e até da cidade sem a devida informação ao Judiciário. Há suspeitas também de que estaria influenciando possíveis testemunhas.

Segundo o promotor Murilo Alan Volpi, de Astorga, uma prova de que Bega estaria se ausentando do lugar informado para sua permanência foi que ele foi preso quando estava em uma casa em Pitangueiras, a cerca de 30 quilômetros de Astorga.

Arquimedes Ziroldo, de 67 anos, foi três vezes prefeito de Pitangueiras e duas vezes de Astorga. Como prefeito de Astorga assumiu a presidência da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), quando foi o principal incentivador da união das prefeituras em consórcios para a realização de obras, conservação de estradas  vicinais, manutenção da iluminação pública, asfaltamento de ruas e destinação do lixo.

A operação em que o ex-prefeito é preso recebeu o nome de “Alavanca” numa referência ao instrumento que o matemático, físico, engenheiro, inventor e astrônomo grego Arquimedes de Siracusa, um dos mais importantes cientistas da Antiguidade Clássica, ao qual se atribui a frase “me dêem uma alavanca e um ponto de apoio e eu moverei o mundo”.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.