Prefeitura quer enviar reforma administrativa para a Câmara nos próximos dias

Por: - 15 de dezembro de 2020
Criação das secretarias de Compliance e Controle e de Trabalho e Renda já foi anunciada / Divulgação PMM

Apesar da reeleição, Ulisses Maia (PSD) criou uma Comissão de Transição do Governo que está prestes a finalizar a nova estrutura da Prefeitura de Maringá. A reforma administrativa vai  definir o remanejamento de diretorias, gerências e até mesmo a criação e exclusão de secretarias.

O projeto de lei com as mudanças vai ser enviado para a Câmara de Maringá ainda nesta semana. A previsão é do Chefe de Gabinete do Prefeito, Domingos Trevizan Filho, presidente da comissão. 

Segundo Trevizan, a comissão trabalha nesta terça-feira (15/12) para finalizar a nova estrutura administrativa. De acordo com ele, caso as discussões sejam adiantadas, o projeto de lei com a reforma administrativa tende a ser enviado para a Câmara ainda nesta quarta-feira (16/12). 

O Chefe de Gabinete não adiantou quais serão as mudanças, mas disse que alguns secretários podem ser trocados. “É natural que no final do governo você faça algumas mudanças, mas ainda não discutimos nomes. Estamos discutindo a estrutura administrativa para em um segundo momento discutir nomes”, explicou. 

Nas redes sociais, o prefeito Ulisses Maia (PSD) já anunciou, entre segunda-feira (14/12) e terça-feira (15/12), a criação de duas secretarias: a Secretaria de Compliance e Controle e a Secretaria de Trabalho e Renda. Segundo ele, a Secretaria de Compliance vai acompanhar e garantir transparência nas ações e investimentos municipais.

A segunda pasta, de Trabalho e Renda, será voltada para geração de emprego e oportunidades. “Vamos potencializar a economia solidária, agricultura familiar, agroecologia, feiras, artesanatos, serviços na Agência do Trabalhador e no Espaço do Empreendedor, além de oferecer escola de capacitação e qualificação”, disse o prefeito nas redes sociais. 

Segundo Maia, a reforma administrativa vai melhorar o fluxo de serviços e atendimentos, mas sem aumento da despesa com pessoal. “Algumas secretarias serão reformuladas, outras extintas e algumas criadas”, explicou.

Questionado pelo Maringá Post, Maia disse que ainda avalia quais secretários devem continuar na administração e as mudanças que serão feitas. O prefeito disse que o único nome garantido até o momento é de Domingos Trevizan, que vai continuar como Chefe de Gabinete.   

A Comissão de Transição do Governo é responsável por concluir o mandato e organizar o início da nova gestão em 2021. O trabalho da comissão encerra no segundo dia útil após a posse do prefeito.

Os membros da comissão não recebem remuneração pelo trabalho. O grupo será responsável pela coleta, guarda, análise e apresentação dos documentos necessários às atividades desenvolvidas. 

O Chefe de Gabinete do Prefeito, Domingos Trevizan Filho, foi nomeado como presidente da comissão. O grupo é composto ainda pelo secretário de Gestão, Clóvis Augusto Melo, secretário de Fazenda, Orlando Chiqueto, assessor de gabinete, César Arnoni, diretora executiva de Gabinete, Nilva Regina Cordiolli, e o diretor geral da Secretaria de Gestão (Sege), Douglas Galvão Villardo.