Começam as convenções partidárias de Maringá e 15 partidos vão decidir se disputam a prefeitura. Silvio Barros não vai ser candidato

Por: - 1 de setembro de 2020
Progressistas deu início as convenções e escolheu coronel Audilene como candidata a prefeita de Maringá / Reprodução Facebook

O prazo das convenções partidárias começou na segunda-feira (31/8) e os partidos têm até 16 de setembro para definir as candidaturas aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Em Maringá, o Progressistas foi a primeira sigla que realizou convenção. O partido decidiu lançar a coronel Audilene Rocha como candidata a prefeita e deixou aberta a possibilidade de firmar coligações para ter um candidato à vice de outro partido. 

Primeira mulher a ocupar a Chefia do Estado Maior da Polícia Militar do Paraná em 2018, Audilene Rocha vai disputar um cargo eletivo pela primeira vez. O nome do ex-prefeito Silvio Barros chegou a ser ventilado como possível candidato a prefeito ou vice-prefeito pelo Progressistas, mas ele decidiu não disputar a eleição.

Silvio Barros disse que tem interesse de colaborar com a cidade, mas afirmou que esse é o momento de dar oportunidade à novas lideranças e estimular novos talentos. “Posso e quero ajudar. Minha visão administrativa e minha experiência estarão à disposição da coronel Audilene, mas não preciso de cargo para isso. Não tenho apego ao poder.”

O ex-prefeito explicou que o Progressistas deixou aberta a possibilidade de uma coligação na disputa pela prefeitura. “Estamos avaliando como o cenário se acomoda, mas não temos ainda uma definição sobre isso”, disse Silvio Barros.

Pelo menos 14 partidos vão realizar convenções nos próximos dias para definir se vão ter candidatos próprios à Prefeitura de Maringá (veja as datas abaixo). Outras siglas também devem oficializar coligações para as eleições majoritárias e definir os candidatos a vereador. Neste ano, entra em vigor o fim coligação para as eleições proporcionais, ou seja, o que impede coligações partidárias para o cargo de vereador.

O PSD e o MDB vão realizar convenção conjunta em 16 de setembro. A reunião deve oficializar Ulisses Maia (PSD) e Edson Scabora (MDB) como candidatos à reeleição. “Essa é a nossa vontade”, disse Scabora sobre a convenção.  

Segundo o atual vice-prefeito, o PSD vai se coligar com o MDB e a Rede Sustentabilidade. E ainda está em fase de negociação um possível apoio do PSL.  

Outras coligações para as eleições majoritárias começam a ser confirmadas. O deputado estadual Homero Marchese (Pros) vai ser oficializado como candidato a prefeito no dia 12 de setembro. O candidato a vice-prefeito vai ser o coronel Fahur, do PSC, que é irmão do deputado federal Sargento Fahur (PSD). A chapa também articular o apoio do Republicanos, PV e negocia uma aliança com o PTB. 

Nas convenções, filiados e filiadas dos partidos com direito a voto, na forma do estatuto, escolhem os candidatos e candidatas que disputam o pleito. Neste momento, o partido decide se vai participar da eleição majoritária (prefeitos e vice-prefeitos), proporcional (vereadores), ou ambas, e sorteia os números com os quais os candidatos a vereador vão concorrer.

O prazo para registro das candidaturas termina em 26 de setembro. A propaganda eleitoral está liberada a partir de 27 de setembro e vai até 14 de novembro. O primeiro turno das eleições está marcado para 15 de novembro e o segundo, onde houver, para 29 de novembro.    

Veja datas das convenções partidárias em Maringá e os possíveis candidatos

  • Progressistas: Confirmou o nome da coronel Audilene Rocha na convenção realizada em 31 de agosto;
  • Patriota: 3 de setembro, deve confirmar o advogado Eliseu Fortes como candidato a prefeito;
  • PSOL:  5 de setembro, vai lançar o professor Edmilson Aparecido da Silva como candidato a prefeito    
  • Avante: 5 de setembro, deve indicar o advogado Rogério Calazans como candidato a prefeito; 
  • Cidadania: 7 de setembro com a oficialização da candidatura do empresário Valdir Pignata;
  • PDT: 11  de setembro, partido deve lançar o professor José Márcio Peluso.
  • Pros: 12 de setembro com o lançamento da candidatura do advogado e deputado estadual Homero Marchese; 
  • DEM: 12 de setembro, deve confirmar o médico e deputado estadual Dr. Batista como candidato a prefeito; 
  • PT: 13 de setembro, deve oficializar o artista plástico e vereador Carlos Mariucci; 
  • PTC: 15 de setembro, com lançamento da candidatura do empresário Anníbal Bianchini 
  • Solidariedade: 15 de setembro, deve confirmar o nome do empresário e ex-prefeito Carlos Roberto Pupin como candidato a prefeito; 
  • PSDB: 15 de setembro, deve lançar o empresário Evandro Oliveira como candidato; 
  • PL: 16 de setembro. Partido deve decidir entre o deputado estadual Delegado Jacovós ou a empresária Akemi Nishimori; 
  • PSD: 16 de setembro, o partido vai definir Ulisses Maia como candidato à reeleição. No mesmo dia, o MDB faz convenção e lança Edson Scabora como candidato a vice de Maia.  
  • Podemos: Partido não havia informado a data da convenção até o fechamento da reportagem. Expectativa é que seja lançada a candidatura do ex-prefeito de São Jorge do Ivaí e ex-secretário da Fazenda de Maringá e do Paraná, José Luiz Bovo. 

O Pan News, programa da rádio Jovem Pan Maringá, realizou uma série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito. Confira o balanço das entrevistas ou acesse a seção da Jovem Pan no Maringá Post para assistir as entrevistas. 

Apenas o atual prefeito Ulisses Maia (PSD) e o deputado estadual Homero Marchese (PROS) não concederam entrevistas. O professor José Márcio Peluso (PDT) ainda não tinha sido escolhido como pré-candidato pelo partido quando a rodada de entrevistas foi realizada. 

  • Reportagem atualizada na quarta-feira (2/9), às 8h40, com as declarações do ex-prefeito Silvio Barros.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.