Entidades se unem contra projeto de lei do Governo do Estado para fusão do IAPAR, Codapar e Emater

Por: - 30 de agosto de 2019
Sede do IAPAR em Londrina / Divulgação/AEN

Uma carta aberta assinada por 26 entidades de classe do Paraná demonstra posição contrária ao projeto de lei do Governo do Estado, encaminhado este mês a Assembleia Legislativa, que prevê a fusão do IAPAR (Instituto Agronômico do Paraná), da Codapar (Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná), da Emater (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural) e do CPRA (Centro Paranaense de Referência em Agroecologia).

No documento, as entidades destacam que “enxugar a máquina pública é um anseio de todos”. Mas também ponderam que o projeto de lei, “segundo um primeiro parecer da Secretaria de Estado da Fazenda, datado de 14 de junho de 2019, não atende nem a este objetivo”.

Para as entidades, agrupar o IAPAR a outros órgãos, com diferença de objetivos claros, ainda que ligados ao mesmo setor, em nada acrescentará ao desenvolvimento da pesquisa do Instituto. “Ao contrário, é o caminho para aniquilá-la, resultado negativo que sentiremos no Estado e no país nos próximos 10 anos”.

Pelo projeto de lei, com a fusão, vai ser criado o Instituto do Desenvolvimento Rural do Paraná, vinculado à SEAB (Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento).

Além de contrária à fusão, a carta aberta questiona o texto do projeto de lei. O entendimento é que há muitos artigos que “não estão bem claros, precisam ser melhor explicados”.

Um dos exemplos é “a extinção e divisão dos cargos administrativos entre os quatro órgãos agrupados e, principalmente, o artigo 12, que cria 45 cargos comissionados na Casa Civil, secretaria que está totalmente desvinculada do processo de agrupamento”.

Aí vem o questionamento das entidades que assinam o documento “Indagamos: onde está a economia? Cabe aos Deputados Estaduais, membros da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná, questionarem e cortarem estes artigos, porque nós, sociedade civil organizada, vamos ficar atentos a isto”.

O IAPAR é considerado um dos grandes patrimônios da pesquisa no Estado do Paraná. A história de sua criação, anseio e resultado de muita luta dos agropecuaristas paranaenses da época, tomou corpo em 1970 às vésperas de uma Exposição Agropecuária, sob o comando do então presidente da SRP, Francisco Sciarra, e se concretizou em 1972.

Nestes quase 50 anos de atividades, o IAPAR contribuiu muito na mudança da realidade do campo do Paraná e do Brasil e mostra os enormes benefícios ao agronegócio em números, com a entrega de mais de 200 cultivares aos produtores, com muitapesquisa, ciência, tecnologia e trabalho no melhoramento genético.

São 15 Programas, que se desdobram em 218 grandes projetos de investigação científica e implicam na condução de 650 ensaios de campo espalhados por todo o Paraná, nas suas 20 fazendas experimentais, duas unidades de beneficiamento de sementes, 25 laboratórios e 29 estações meteorológicas. Todo o trabalho é desenvolvido por 83 pesquisadores.

Veja as entidades contrárias à fusão do IAPAR

  • Sociedade Rural do Paraná – SRP
  • Associação Brasileira de Criadores de Purunã – ABCP
  • Associação Comercial e Industrial de Londrina – ACIL
  • Associação das Empresas do Parque das Indústrias Leves de Londrina
  • Associação das Empresas do Polo Industrial de Cambé – AEPIC
  • Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná – ACENPP
  • Associação dos Engenheiros Agrônomos de Curitiba – AEA Curitiba
  • Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina
  • Associação Médica de Londrina – AML
  • Associação Nacional das Bolsas de Cereais e Mercadorias – ANBM
  • Bolsa de Cereais e Mercadorias de Londrina – BCML
  • Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina – CEAL
  • Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Londrina
  • Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Norte do Paraná – Sinduscon Paraná Norte
  • Sindicato das Indústrias, Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos do Norte do
  • Paraná – Sindimetal Norte do Paraná
  • Sindicato Rural Patronal de Astorga
  • Sindicato Rural Patronal de Congoinhas
  • Sindicato Rural Patronal de Londrina – SRL
  • Sindicato Rural de Trabalhadores Rurais de Congoinhas
  • Sociedade Brasileira de Ciência do Solo – SBCS
  • Sociedade Brasileira de Agrometeorologia – SBAgro
  • Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural – SOBER
  • Sociedade Rural de Maringá – SRM
  • Universidade Estadual de Londrina – UEL
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Dois Vizinhos

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.