Votação de reajuste dos servidores na Alep fica para o 2º semestre. Funcionários da saúde aderem à greve em Maringá

Por: - 8 de julho de 2019
Presidente Traiano disse que os trabalhos em plenário devem se encerrar nesta semana. / Dálie Felberg/Alep

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (8/7), o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Ademar Traiano (PSDB), afirmou que os trabalhos do primeiro semestre legislativo vão ser encerrados essa semana e a votação da proposta de reajuste dos servidores do Poder Executivo, encaminhada à Alep na semana passada, só vai ser votada a partir de agosto.

“A ideia era pautarmos esse projeto ainda no dia de hoje (8/7), mas parece que há um processo de negociação com o Governo e a liderança do Governo me pediu para que a gente não colocasse na pauta”, disse.

O presidente disse ainda que pretende zerar a pauta de votação durante a semana, já que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) está em votação de redação final na sessão desta segunda-feira e não existem outros projetos que comprometam os trabalhos legislativos de plenário.

“Vou zerar o período legislativo nessa semana. O único projeto do Governo ainda pendente é a convalidação dos benefícios fiscais que pretendo aprovar até quarta-feira (10/7). Fora isso não tem nenhum tema mais que comprometa a continuidade desse período”, finalizou.

Em Maringá, no 14º dia de paralisação das escolas estaduais, teve uma passeata no Centro e na Zona 2. A concentração começou às 9 horas no Núcleo Regional de Educação (NRE). Do local, os manifestantes foram até o prédio da 15ª Regional de Saúde, na Avenida Cerro Azul, a duas quadras da Catedral, onde os funcionários também aderiram à greve.

Segundo a presidente da APP-Sindicato Maringá, Vilma Garcia, a adesão à greve no NRE de Maringá já chega a 70%, com o percentual de professores e funcionários parados crescendo dia a dia. “Há muitos colégios parados parcialmente, mas também há unidades que já pararam integralmente”, explicou Vilma.

Para esta terça-feira, está prevista em Curitiba a segunda grande mobilização dos servidores estaduais pela data-base. Uma caravana vai sair de Maringá. Até o momento, foi confirmada a participação de dois ônibus. Uma nova proposta do Governo do Paraná era aguardada pelos sindicatos para a tarde desta segunda-feira (8/7).

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.