Primeira escola da gestão Ulisses Maia será no Jardim Atami e custará R$ 6,77 milhões. Preços foram definidos nesta terça-feira

Por: - 4 de dezembro de 2018
Avenida Carlos Borges, nº 3133, onde será construída a escola da Vila Atami / Imagem do Google Maps

A primeira escola municipal a ser totalmente construída pela gestão Ulisses Maia, sem considerar os possíveis aditivos contratuais, custará R$ 6,774 milhões e será feita pela Porto Blanco Construções Ltda. Os envelopes com os preços foram abertos na tarde desta terça-feira (4/12).

A escola do Jardim Atami será construída na Avenida Carlos Borges. O preço máximo em edital era R$ 8.704.726,88 e a obra foi disputada por sete empresas. A João Granado Construtora e Imobiliária Ltda, que havia sido desabilitada, teve recurso acatado e ficou sem sexto lugar.

A escola terá dois pavimentos e deverá ser entregue em 580 dias a partir da assinatura do contrato. Com 12 salas de aula, a capacidade é para atender até 400 alunos a partir de 2021. A unidade terá 3,7 mil m² de área construída e contará com uma quadra poliesportiva coberta.

Este ano também foram licitadas reformas e ampliações significativas em três escolas municipais. As concorrências relativas às obras da Helenton Borba Cortes, (Residencial Aeroporto II), Silvino Dias (Rua Brasília) e Benedita de Natália Lima (Residencial Honorato Vechi) saíram por R$ 9,659 milhões.

Em 2017, primeiro ano da atual gestão, as licitações para obras em escolas foram de baixo valor. A mais expressiva tinha preço máximo de R$ 258,8 mil, para a elaboração os projetos arquitetônicos exatamente para a escola do Jardim Atami, e saiu por R$ 109,4 mil. Foi vencida pela FCK Engenharia Civil.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.