Licitações para Maringá sediar Jogos Universitários Brasileiros já passam de R$ 822 mil. Só com copos de água mineral são R$ 68 mil

Por: - 26 de outubro de 2018

A fase final dos Jogos Universitários Brasileiros 2018, que serão realizados entre 4 e 11 de novembro em Maringá, custarão mais de R$ 822 mil aos cofres municipais e podendo chegar a R$ 900 mil – considerando apenas as licitações lançadas pelo município. Foram 13 processos, sendo três na modalidade “inexibilidade” e duas dispensas.

Doze licitações já estão com os preços definidos – nem todas foram homologadas – e nesta sexta-feira (26/10) foram abertos os envelopes da última delas, na modalidade registro de preços, para a contratação de vans de 16 lugares para o transporte de atletas e demais participantes, com valor máximo de R$ 116.940,00.

Excluindo o pregão presencial das vans, nas outras doze com preços já consolidados, o custo chega a R$ 822.102,00. Também serão contratados veículos leves de quatro portas, flex 1.0, por R$ 75,373,32, correspondes a 716 diárias, por dispensa de licitação. Dois dos 13 processos foram por tomada de preços e podem ter o custo final reduzido.

Um desses é o que prevê a compra de até 168 mil copos de 200 mil de água mineral da marca cristal premium, por R$ 68.880,00. A licitação para a locação de 7 tendas, 20 guardas-sol e 20 bases, que saiu por R$ 20,7 mil, pode ter o preço ligeiramente aumentado caso a vencedora seja impugnada. A qualidade do material está em discussão.

A concorrência de maior preço foi para a contratação de empresa especializada para a montagem da estrutura do Comitê Olímpico Organizador, que ficará no Pavilhão do Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro, com salas administrativas, auditórios, lojas, pórticos, palco e cozinha. O preço máximo era R$ 279,2 mil e saiu por R$ 266,4 mil.

A licitação para contratação dos serviços de limpeza e segurança nos locais dos jogos e outros, que era de R$ 153, 2 mil, saiu praticamente pela metade do preço, R$ 71,2 mil. A mesma economicidade não se deu na contratação de empresa para serviços médicos, com ambulâncias e UTI móvel. O máximo era R$ 204 mil e o menor lance foi R$ 183,4 mil.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.