Ratinho Júnior é quem mais põe recursos próprios na campanha, Cida Borghetti investe R$ 847,2 mil nas redes sociais e João Arruda paga R$ 2 milhões pelos programas de rádio e tv

Por: - 1 de outubro de 2018

Restando uma semana de campanha para o primeiro turno das eleições, a julgar pelos números lançados no site do Tribunal Superior Eleitoral, os quatro principais candidatos ao governo do Paraná ainda têm recursos em caixa. O candidato que mais lançou gastos até esta segunda-feira (1/10) foi Ratinho Júnior (PSD), R$ 4,667 milhões.

Os programas de rádio e tv foram as maiores fontes de gastos. A produtora já recebeu R$ 1,84 milhão. Ratinho não é o candidato que mais arrecadou, mas é o que mais investe recursos próprios na campanha. Do próprio bolso saíram R$ 1,1 milhão. No total, ele arrecadou R$ 6,1 milhões, gastou R$ R$ 4,7 milhões e ainda tem R$ 1,4 milhões.

Quem mais arrecadou foi a candidata à reeleição Cida Borghetti (PP). Quase tudo (99%) veio do próprio partido. Sua receita total, segundo declarou ao TSE, é R$ 7,428 milhões. Os gastos mais elevados até esta segunda-feira (1/10) foram com impulsionamentos de conteúdo nas redes sociais, especialmente Facebook. Foram R$ 847,2 mil.

Com rádio e tv foram outros R$ 881 mil. O total declarado de despesas pagas chega a R$ 2,23 milhões. O saldo positivo, portanto, é de R$ 5,1 milhão. Ressalva-se que muitas vezes os pagamentos são parcelados ou pagos com prazos. É provável que parte dos recursos nos caixas dos candidatos já esteja comprometida com fornecedores e serviços.

Ainda não saíram do caixa do candidato João Arruda (MDB) R$ 1,46 milhões, dos R$ 4,34 milhões repassados pelo partido – 99,7% de tudo que foi arrecadado. Os desembolsos mais expressivos foram com os programas de rádio e TV, R$ 2 milhões. Cida e Ratinho, que têm  mais tempo no horário eleitoral, pagaram menos às produtoras até esta segunda.

As receitas do Dr. Rosinha (PT) somam R$ 602 mil. Gastou e pagou R$ 285 mil, ainda restando na conta R$ 302 mil. Os recursos foram para os programas de rádio e TV (R$ 135,9 mil), para diversos ainda especificados (R$ 825 mil|) e pessoal (R$ 38,8 mil), entre outros. A principal fonte de receita foi o partido, que repassou R$ 582,5 mil.

O valor máximo de gastos dos candidatos a governador do Paraná, estabelecidos pelo TSE, para o primeiro turno é de R$ 9,1 milhões. Os candidatos têm 72 horas para comunicar a Justiça Eleitoral sobre as doações recebidas e as prestações finais de contas devem ser feitas até o dia 6 de novembro de 2018. A primeira parcial foi entre 9 e 13 de setembro.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.