Cinco candidatos a governador do Paraná já gastaram R$ 11 milhões em campanha. Veja quem mais gastou e quanto eles têm em caixa

Por: - 14 de setembro de 2018
Palácio do Iguaçu, sede do Governo do Paraná / Divulgação Prefeitura de Curitiba

Cinco candidatos a governador do Paraná gastaram juntos mais de R$ 11 milhões em campanha eleitoral. São eles: Cida Borghetti (PP), João Arruda (MDB), Dr. Rosinha (PT), Professor Jorge Bernardi (REDE) e Ratinho Júnior (PSD), o que mais gastou até esta sexta-feira (14/9), segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A maior parte do dinheiro que os candidatos têm para gastar é de depósitos dos partidos. Nessas eleições, foram destinados, por lei, R$ 1,7 bilhão para o Fundo Eleitoral e R$ 800 milhões ao Fundo Partidário. A exceção é Jorge Bernardi, que de acordo com o TSE não recebeu dinheiro do partido e faz campanha com o próprio dinheiro.

Priscila Ebara (PCO) e Professor Piva (PSOL) até receberam dinheiro dos partidos, mas até esta sexta-feira (14/9) declararam que não haviam gastado nada na campanha. Piva recebeu R$ 15.429,92 do diretório estadual do PSOL  e Priscila R$ 600 da direção nacional do PCO.

Os candidatos Gonisio Marinho (PRTB), Ogier Buchi (PSL) e Professor Ivan Bernardo (PSTU) não declararam as receitas e despesas de campanha ao TSE.

Ratinho Júnior gastou mais do que tem

Ratinho Júnior gastou mais dinheiro do que arrecadou até agora. De acordo com o TSE, o candidato tem R$ 4.316.333,74 e gastou até esta sexta-feira R$ 4.713.752,88. Só com a empresa Gerez Branding, que produz os programas de rádio e TV, o candidato gastou R$ 1,2 milhão.

Entre os recursos arrecadados, Ratinho Júnior recebeu R$ 3.150.000,00 da direção estadual do PSD. Entre as pessoas físicas, o próprio candidato dou R$ 500 mil para a campanha.

João Arruda  só recebeu doação de pessoa física

João Arruda gastou R$ 3.834.529,77 até esta sexta-feira. Apenas para a Empresa Brasileira de Propaganda, responsável pela produção dos programas de TV e rádio do candidato, o candidato terá que desembolsar R$ 1.195.500,00.

Arruda tem R$ 4.062.000,00 em recursos para a campanha eleitoral. Da direção nacional do MDB, ele recebeu R$ 3,5 milhões e da direção estadual do partido R$ 550 mil. O candidato só teve uma doação de pessoa física, de R$ 12 mil.

Cida Borghetti é quem tem mais recursos

Candidata a reeleição, a governadora Cida Borghetti já gastou R$ 2.952.916,39. A maior despesa da campanha foi com a empresa Adyen do Brasil, que presta serviços de impulsionamento de postagens no Facebook.

Cida é quem mais tem recursos financeiros entre os candidatos. Dos R$ 6.918.882 em caixa, quase tudo, R$ 6.892.882, foi repassado pelo diretório do PP. Até esta sexta-feira (14/9), a campanha tinha recebido sete depósitos do partido, dois referentes ao Fundo Partidário e cinco do Fundo Especial. As seis doações de pessoas físicas somam R$ 26 mil.

Dr. Rosinha recebeu doações de pessoas físicas

Dr. Rosinha já gastou em atividades de campanha R$ 314.058,00. O maior gasto do candidato até agora foi com a empresa DVD Plus Z Multimídia Produções Audiovisuais, responsável pelos programas de rádio e TV. Só com a produtora, Dr. Rosinha gastou R$ 40 mil.

No total, o candidato tem R$ 586 mil em caixa. A maior parte desse dinheiro, R$ 582.500,00, veio da direção nacional do PT. Ele também recebeu três doações de pessoas físicas, que somam R$ 3,5 mil.

Jorge Bernardi não recebeu dinheiro da REDE

Professor Jorge Bernardi (REDE) gastou R$ 36.840 na campanha. Desse total, R$ 22 mil foram gastos com produção de programas de rádio e televisão.

O candidato tem R$ 57 mil para investir na campanha. Pelos dados disponíveis no site do TSE, Jorge Bernardi não recebeu nada do partido. O próprio candidato investiu R$ 37 mil na campanha e o restante veio de outra doação.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.