Ministério Público Eleitoral pede impugnação da candidatura de Ricardo Barros à reeleição

Por: - 23 de agosto de 2018

O Ministério Público Eleitoral pediu a impugnação da candidatura do deputado federal Ricardo Barros (PP), que tenta seu sexto mandato. A base do pedido é a condenação judicial de uma empresa da qual o deputado é sócio e que fez doação de recursos acima do limite para pessoa jurídica.

A empresa MBR Locação de Veículos Ltda, da qual Ricardo Barros é sócio, cedeu um veículo para a campanha da filha, Maria Victória Borghetti Barros (PP) durante a campanha de deputada estadual em 2014. Os custos do veículo foram estimados em R$ 5.440,00.

Em nota, a assessoria diz que o deputado não era dirigente da empresa, “apenas quotista” e por isso “não pode ser penalizado”. Acrescenta que “a inelegibilidade por excesso de doação só se aplica caso haja gravidade, caracterizado pela quebra de igualdade entre candidatos”. Leia mais em Angelo Rigon.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.