Diretor do IML de Maringá é afastado para responder a sindicância. Médico legista de carreira, Maicon Silvestre, é nomeado para o cargo

Por: - 21 de agosto de 2018
Sede do IML de Maringá: novo diretor assumiu nesta terça-feira (21/3)

O diretor administrativo do Instituto Médico Legal  (IML) de Maringá, Sérgio Paulo de Oliveira, foi afastado de suas funções de chefia para responder a uma sindicância interna, instaurada pelo diretor geral do IML do Paraná, Paulino Pastre. O médico legista Maicon  Elias Silvestre foi nomeado para a diretoria e assumiu as funções nesta-terça (21/8).

O afastamento foi determinado na segunda-feira e passou a valer a partir desta terça. A assessoria de imprensa da secretaria estadual de Segurança Pública informou que a sindicância foi aberta “para apurar denúncias veiculadas pela imprensa da região. O servidor permanecerá trabalhando como técnico e terá amplo direito de defesa”.

A assessoria da secretaria estadual não disse qual o teor da denúncia, mas segundo o apurado, Sérgio de Oliveira foi supostamente flagrado usando uma viatura do IML de Maringá em cidade da região fora do horário de expediente. Nesta terça ele disse que “o novo diretor já foi nomeado, a transição está em andamento e o trabalho continua. O IML não pode parar”.

Também não quis falar por telefone sobre o teor da denúncia, mas se dispôs a atender a reportagem pessoalmente. Disse apenas que o IML de Maringá atende 28 municípios e “o trabalho é muito mais amplo do que se imagina”. E acrescentou que vai “tomar as providências que a situação exige”. A sindicância não tem prazo para ser concluída.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.